Canto do Inácio

Saturday, March 07, 2009

"DAMA NA ÁGUA" LEVA O FANTÁSTICO AO CINEMA COMERCIAL
INÁCIO ARAUJO


Jacques Aumont, ao final de seu livro "Moderno?" diz que são inconciliáveis o cinema de arte e ensaio e o cinema comercial. Talvez eu não entenda muito bem o que isso significa, mas minha impressão é de que, no horizonte do cinema, as coisas são até mais animadoras, nesse sentido, do que, por exemplo, no da literatura.

Em "Fay Grimm", o editor cria frases primorosas, como ao se referir a "uma literatura que se autoperpetua de engodos, boatos, rumores, insinuações e mentiras: um best-seller, com certeza". Ou ainda: "Tudo que é vendável é editável".

Pensarão os produtores de cinema de modo muito diferente? Certamente, não. Essa é a lógica da indústria. No entanto, "A Dama na Água" pode ao mesmo tempo participar desse sistema e inserir ali seu fantástico, com a mesma desenvoltura que essa dama demonstra ao freqüentar a piscina do filme. É um exercício de fantástico original e delicado, este de M. Night Shyamalan.

(texto publicado na Folha de S. Paulo do dia 03 de novembro de 2008)

9 Comments:

  • Um comentário delicado para um filme delicado.

    Acho que "Dama na água" deve ser visto com mais carinho, num mundo onde individualismo é o mote em cada instância da vida: politica, economica, profissional... E num mundo onde os Cleveland se multiplicam, precisamos de mais "Ladys in the water" para eles.

    By Blogger Andre de Paula Eduardo, at 3:52 PM  

  • Queria sugerir um texto pro Diegão: um que o Inácio espinafra a pauladas o Denys Arcand. Abraços!

    By Blogger Leee, at 7:06 AM  

  • não consigo entender a resitência a esse filme. fim dos tempos é um filme pssível de crítica pq tem lá suas arestas, mas dama na água é exatamente o q se espera do diretor, só que em um registro mais fantástico.

    By Blogger allegro non troppo, at 7:47 AM  

  • Pois é, Allegretto. Até quando vão anunciar os filmes dele como "do mesmo criador de O sexto sentido"...?

    By Blogger Andre de Paula Eduardo, at 6:58 PM  

  • pois é. acho que o público espera dele sempre um suspense com aquele fundo místico e religioso, mas felizmente o shy é bem mais que isso.

    By Blogger allegro non troppo, at 5:05 AM  

  • Considero Fim dos Tempos no mínimo tão bom quanto a Dama, só que é menos claro nas imagens, na proposta...fazer um filme ocidental com toda uma toada que remete ao oriente,etc...é muito difícil e para poucos e a obra nunca é o que ela apressadamente parece ser..Revira-se os clichês para resgatar suas verdades com acréscimo de elementos...

    By Blogger Alessandro, at 6:22 AM  

  • O excesso de coesão dessa obra contrasta com a menor clareza de Fim do Tempos..são obras muito diversas e a proposta do Fim dos Tempos é bem menos clara...trata-se de revirar clichês, resgatar suas verdades...está mais pra um filme oriental com princípios ocidentais. ´Passa por isso é a inteligência de Shyamalan.

    By Blogger Alessandro, at 6:25 AM  

  • realmente dói o coração ver o cara ser achincalhado (nunca vi um filme ser tão malhado), enquanto cineastas bem mais limitados continuam a fazer suas bobagens impunemente. realmente falta um pouco de clareza para o público de cinema discernir uma obra que tenta chegar a algo de outra que é só casca.

    By Blogger allegro non troppo, at 7:45 AM  

  • O SBT está com uma chamada legal para "A Dama na Água":Os contos de fada podem ser reais.Desculpe a propaganda gratuita,mas é bom ver que ainda existe pelo menos um grão de inteligencia na TV.

    By Blogger jose, at 2:06 PM  

Post a Comment

<< Home