Canto do Inácio

Tuesday, December 19, 2006

O ANO EM QUE MEUS PAIS SAÍRAM DE FÉRIAS II
INÁCIO ARAUJO

O que eu mais gosto no filme do Cao Hamburger é da sinceridade.
Ele não fez o filme fazendo cálculos de quantos espectadores iria atrair com tal assunto, com tal época, com tal ambiente. Fez porque aquela história lhe dizia algo pessoalmente e me parece até que intimamente.

Paulo Pasta observou que os diálogos são horríveis. Em parte, são mesmo. Muita coisa falsa, na boca do menino em particular.

É um filme da norma, desses que vão dar bom público, o que de vez em quando é necessário, mas que, à parte erros e acertos, não se torna indigno por isso, nem bajula o público ou coisa assim.

Outra coisa muito boa é a direção de arte, assim como a idéia de trabalhar com velhinhos judeus, em vez de gente que finge ser velhinhos judeus.

Dizem que parece filme argentino. Não sei. Há filmes argentinos de vários tipos. Será que parece o "Kanchatka"? Esse eu achei um pé.

4 Comments:

  • Escrevo somente para te parabenizar pelo ótimo trabalho de compilar críticas de um dos pensadores mais importantes nos veículos de massa hoje em dia. Parabéns.

    By Blogger Bruno Carmelo, at 5:23 AM  

  • Xará, onde saíram essa crítica do Inácio e aquele comentário sobre Serras da Desordem?

    Como sugestão, acho que seria interessante colocar o local em que cada texto foi publicado.

    A compilação está ótima!

    By Anonymous Diego, at 12:14 PM  

  • Obrigado pelos elogios.

    Diego, os textos a partir do sobre "Brasília" são todos exclusivos para o blog. Escritos pelo Inácio, é claro.

    By Blogger Diego, at 2:37 PM  

  • Diego, torço pelas novas atualizações do blog! Seu trabalho é super bacana, não pára não... abraço.

    By Blogger Bruno Carmelo, at 5:12 PM  

Post a Comment

<< Home