Canto do Inácio

Wednesday, July 23, 2008

BATMAN - O CAVALEIRO DAS TREVAS
INÁCIO ARAUJO


Primeiro, peço desculpas pelo sumiço, que tentarei explicar em breve.

De tanto que ouvi, fui ver "Batman - O Cavaleiro das Trevas" com alguma esperança. Saí terrivelmente decepcionado.

Em primeiro lugar, não existe mais Gotham City, substituída por uma grande cidade americana. A morada do Batman agora é numa cobertura, de maneira que sua silhueta vista contra a cidade faz perguntar se ali seria Nova York, sendo que um prédio ao fundo lembra bem uma das torres gêmeas.

Com isso, o filme traz uma cidade real para heróis e anti-heróis alegóricos. Por quê? Não sei dizer muito bem qual a vantagem, mas o filme logo se estabelece dentro de uma linha hierárquica muito clara. Existe o prefeito, o procurador, a juíza, o futuro comissário de polícia e o Batman. Depois vem a população.

É nesse mundo, em que a Máfia tem um lugar muito específico, que vai aparecer o Coringa como elemento que, dizendo-se anarquista, prega o caos, via o terror. O terror será subsidiariamente, sua maneira de apostar que a natureza humana é insustentável (o que tornaria inúteis os heróis).

Essa fabulação tem um fim político preciso, i. é: combater o mal absoluto tem um custo, que consiste em viver nas sombras. Esse é o preço pago por Batman, mas, se formos pensar bem, há um outro personagem atual que pode reivindicar tal papel, e atende por George W.

Ao novo "Batman" me parece que falta um mínimo de elegância. Começa como um policial qualquer, bem urbano, retirando todo encanto de fabulário e alegoria que um dia possa ter tido (nas mãos de Tim Burton, sobretudo, mas até na do diretor seguinte a coisa corria mais agradavelmente). Impõe um tom gratuitamente crispado, fazendo do Coringa uma espécie de serial killer psicopático, ou seja, alguém que, por fugir ao normal, vale tudo para combatê-lo.

E todo o tempo o espectador pode se dizer: vale tudo para destruí-lo. Por todos os motivos essa é uma prioridade zero. Um cara assim não se prende, se mata etc.

Por fim, voltando ao princípio, e passando por todas as piruetas do roteiro para chegar ao atrapalhado final, algo permanece intocado: durante todo o filme torci para que algo viesse a desequilibrar a escala de poder. Nada. Nenhum traidor, exceto guardas ou coisas assim.

O poder na não-Gotham City de Christopher Nolan é irretocável. A destruição de metade do rosto do promotor não é senão uma dessas piruetas, não tem efeito prático nenhum. Toda a dúvida moral criada pelo Coringa cai em cima das pessoas comuns. Que elas o neguem no final, in extremis, não tem relevância maior: o importante, a afirmação de que o mundo é mesmo uma coisa sórdida, e que o trabalho dos verdadeiros heróis é necessariamente um trabalho sujo, está lá.

O caráter de filme policial realista enxertado de seres alegóricos é essencial para chegar a esse resultado.

Dizem que este é o Batman de Frank Miller (e o Coringa também). Talvez seja isso mais que tudo. Aquele "Sin City" já era isso e não engoli de jeito nenhum. É um investimento no pior, na baixeza, na podridão.

Resumindo minha impressão, o novo Batman é chato, ruidoso e reacionário.

209 Comments:

  • Bem, sabe q quando vi o filme imaginei a sua crítica e foi do jeito q imaginei. Tb ñ gosto dos filmes de Batman de Nolan. Na verdade, ñ gosto d nada de Nolan. Acho-o um diretor cuja capacidade varia entre o "normal" e o "medíocre". Nunca entendi essa proposta torta de cinema dele, onde ñ existe fantasia, nem maravilhamento. E, o pior, ele gasta o maior tempão para explicar o funcionamento de coisas que todos sabemos que ñ funcionam! É como em "O Grande Truque", um filme de mágica onde, adivinha só, ñ existe mágica! Fico ainda mais passado ao ver a reação das pessoas aos filmes dele, sobretudo á esse "Cavaleiro das Trevas", que alguns críticos estão endeusando. Como é possível q alguns críticos comparem isso com "Taxi Driver", "O Poderoso Chefão", "Os Intocáveis" e até "Scarface"? Um crítico q faz uma comparação dessas merece apanhar na cara! Certa vez li uma crítica à um filme de Nolan, nem me lembro qual, onde o crítico dizia que é preocupante q ele seja capaz de enganar tantas pessoas com os filmes q ele faz. Os furos de roteiro tanto de "Batman Begins" quanto de "O Cavaleiro das Trevas" são tão gritantes q chegam á irritar. Digo que me irritam pq eles sempre surgem da falta de capacidade de Nolan, como roteirista, de "amarrar os nós" depois de uma cena "grandiosa". Por exemplo, posso citar alguns em "Batman Begins",onde temos uma cena de ação com o Tumbler (aquele batmóvel horroroso) em que ele sai saltando sobre prédios, destruindo coisas e tal. Me perguntei na hora: será q os caras q projetaram aquele negócio ñ saberiam de imediato o lugar de onde aquilo saiu? Ñ há nenhum comentário à respeito disso. E outra, o que impede os capangas de Ra's Al Ghul que são presos pela polícia de contar pra todo mundo que Bruce Wayne é Batman? Vários capangas foram á festa de Wayne com Ra's, então é lógico que eles sabiam o que faziam lá. Isso pra ñ falar da cena da morte do vilão, onde vemos a opinião de um comitê de executivos da Warner tomar forma: Batman "deixa" o vilão morrer, pois seria inaceitável para as platéias de hoje ver um sujeito tão "malvado" escapar, ou mesmo ser preso. Claro, ele ñ podia ser preso senão contava pra polícia à respeito de Wayne, e ñ podia ser morto pela mãos de Batman pq ia prejudicar a bilheteria do filme. Ele então "deixa" o vilão morrer, que pra mim é um assassinato de qualquer maneira, e termina o filme ainda cheirando à rosas. Claro, se Nolan tivesse usado isso para aprofundar o personagem, ou para mostrar algum tipo de contraste dentro dele teria sido muito legal. Ele, no entanto, ñ é capaz de tanto. Achei interessante em "Cavaleiros das Trevas" quando Batman chega àquela festa que o Coringa invade, salva sua amada e vai embora! Fiquei me perguntando: nossa, e o resto do povo que ficou lá na festa? Será q o Coringa matou todo mundo? Deve ter matado, ficou lá sozinho c os capangas dele, né? Enfim, podia passar horas aqui apontando o que há de errado nesses filmes.
    O que importa, pelo menos pra mim, é que ainda existem críticos que ñ se deixam levar pela publicidade monstruosa dos estúdios, nem pelo show pirotécnico de diretores medíocres que são chamados de gênios por outros "gênios" da mesma laia que eles.

    By Anonymous Reinaldo Elisei, at 6:51 AM  

  • Você é o primeiro que leio que realmente não gostou do novo Batman. Achei que Nolan usou o personagem para fazer uma grande parábola sobre a violência de nossos dias (através, principalmente, da interpretação majestosa de Heath Ledger). Gostei muito do resultado, principalmente por se tratar de Frank Miller. Não que Tim Burton perdeu se comparado a esse (quem sou eu pra falar da genialidade de Burton?), mas são visões diferentes, sendo esta bastante mórbida em sua narrativa visceral.

    Discutir Mídia e Cultura?
    http://robertoqueiroz.wordpress.com

    By Blogger contra-regra, at 10:39 AM  

  • Encontrei poucas críticas negativas, treze pra falar a verdade, mas muitas das posivitivas, como a de Ken Hanke no Mountain Express não dizem se tratar de um grande filme. Ele mesmo disse que nunca irá ver o filme de novo.

    By Anonymous Reinaldo, at 3:01 PM  

  • Esse Batman não é mais só um filme.É um impressionante fato cultural.Nossas crenças têm que se adaptar a ele.Provas disso são as críticas do Cássio,na Folha,e do Inácio neste blog.

    By Blogger jose, at 4:25 PM  

  • Esse Batman não é mais só um filme.É um impressionante fato cultural.Nossas crenças têm que se adaptar a ele.Provas disso são as críticas do Cássio,na Folha,e do Inácio neste blog.

    By Blogger jose, at 4:25 PM  

  • será q é o Batman que é reacionário?

    By Anonymous Anonymous, at 10:58 PM  

  • Li a crítica do Merten e lembrei de uma frase citada pelo Inácio:Em filosofia,teu melhor amigo é teu pior inimigo

    By Blogger jose, at 7:12 AM  

  • e tanta gente querendo emprego de critico de cinema....

    By Blogger ミヒ, at 1:08 PM  

  • Apesar de eu ter gostado do filme, e de ter um certo apreço por Nolan, não posso deixar de apreciar e respeitar a sua crítica. É sempre interessante ouvir opiniões dissonantes, mesmo que sejam como velas em meio a uma tempestade. A comparação com George W. foi feliz e isso foi algo que não gostei muito sobre o filme, sobretudo no que diz respeito à "vigilância" sobre os cidadãos de Gotham como mal necessário para se chegar ao objetivo ("queimar a floresta"). Gosto, entretanto, desse panorama realista de filme policial no qual Batman e outras "aberrações" se inserem; esta sempre foi a imagem que eu tive de Batman. Também sempre tive muito claro que Batman é um renegado, uma espécie de maldito, e fiquei satisfeitíssimo em ver isso retratado no filme. Adorei o fato de que a única autoridade com quem ele tem um mínimo diálogo (Gordon) precisa manter essa relação em segredo.

    By Anonymous Tuco, at 2:27 PM  

  • Eu simplesmente não entendo! Tudo bem, aceito que é uma opinião diferente, mas o que você tem na cabeça? Será que ficou bravo pelo filme não ser adequado ao seu filho menor de idade, se é que você tem? Será que o filme é tão complexo que você não entendeu? Para alguém que acha que os fimes do Joel Schumacher "agradavéis", você provavelmente deve concordar com a uma frase do mesmo de que Bruce se tornou Batman simplesmente por ser "legal" ser Batman! Sim, sou fã de Batman e sim, sou o que pode ser considerado de nerd pois conheço o universo de Batman muito melhor que você. Primeiro, o Coringa. Vou citar parte da sua crítica: "Impõe um tom gratuitamente crispado, fazendo do Coringa uma espécie de serial killer psicopático, ou seja, alguém que, por fugir ao normal, vale tudo para combatê-lo.

    E todo o tempo o espectador pode se dizer: vale tudo para destruí-lo. Por todos os motivos essa é uma prioridade zero. Um cara assim não se prende, se mata etc"
    A função do Coringa é exatamente essa, provocar Batman e tentar fazer ele passar da linha, tentar que ele quebre a sua regra de não matar. E isso é bem claro no filme.

    By Blogger Fabio, at 4:08 PM  

  • Outra, o Coringa é sim um serial killer psicopatico, como você disse. Ele é nos quadrinhos e seria se existisse na vida real. Ele não é um palhaço bobo como o Coringa de Cesar Romero e muito menos engraçadinho como o do Jack Nicholson. A razão dele ser o arquinimigo do Batman é que ele testa os limites do herói, coisa que as outras duas versões não fizeram. Respondendo a Reinaldo Elisei: Batman não deixou Ra´s Al Ghul morrer, ele apenas não quis salva-lo. Se você ver a cena novamente, Batman diz que não vai mata-lo mas isso não significa que irá salva-lo. E se Ra´s tinha força o bastante para lutar, ele poderia muito bem ter se salvado, ao invés disso ele esperou a morte! Falando em deixar morrer,são nas outras versões que Batman deixa os vilões morrerem. O Batman de Burton deixou o Coringa morrer (e em Batman: TDK, vemos uma versão diferente dessa cena), o Batman de Burton deixou o Pinguim e a Mulher-Gato morrerem (apesar dela sobreviver no final) e o pior, foi o Batman de Joel Schumacher que provocou a morte do Duas-Caras jogando um monte de moedas e deixando-o cair no poço.

    By Blogger Fabio, at 4:29 PM  

  • Continuando. Eu, falando por todos os leitores e fãs do Batman, esperamos anos que alguém como Nolan recriar o Batman no cinema e deixa-lo mais sombrio e realista o possível sem alegorias. Bruce Wayne se tornou Batman não porque é divertido, como o Schumacher disse e sim porque sofreu um trauma ao perder os seus pais. Você realmente assistiu Batman Begins verá que ele adotou a aparência de um morcego para assustar os criminosos e não ser tornar alegoria de escola de samba. Não é porque é um filme adaptado de histórias em quadrinhos que tem ser extremamente infantil, colorido e surreal. Se você pensa assim, então nem veja Watchmen no ano que vem pois não foi dirigido por um Joel Schumacher da vida! Não sei porque há tantos críticos que gostam de estereotipar certos gêneros. Se for assim, podemos dizer que todo crítico de cinema é um cineasta frustado. Os leitores evoluíram e as HQs evoluíram junto. Não é só de Mônica, Mickey e derivados que vivem os Quadrinhos. Então você me dirá que nem todos que vão ao cinema lêem Quadrinhos. Pois se tivermos que suportar a imagem do Batman ser destroçada pelos filmes do Schumacher (que é a materialização da visão que os leigos e que você tem do Batman)por que não ter uma visão mais fiel aos quadrinhos e mais aceitavel para os fãs? São eles que compram as revistas, não é? E,por último, sobre a cena da festa: Depois que o Batman bateu nos seus capangas, vocês acham que o Coringa ia ficar esperando o Batman terminar o serviço? Óbvio que não. Até aquela altura ele já deve ter fugido. E quem pode dizer que o Batman não voltou? Afinal, aquele local era a casa dele e ninguém pode dizer que ele não voltou, pois corta a cena para outro lugar.

    By Blogger Fabio, at 5:17 PM  

  • This comment has been removed by the author.

    By Blogger Rafael Rodrigues, at 10:35 PM  

  • This comment has been removed by the author.

    By Blogger Rafael Rodrigues, at 10:41 PM  

  • É mais ou menos assim q eu vejo a manchete pra essa "crítica":
    Crítico frustrado pratica punheta intelectual pagando de inteligente somente pra ter mais visitas.

    By Anonymous Marcelo, at 10:58 PM  

  • Vou falar o que todo mundo quis dizer nesses comentários anteriores:

    Você é algum tipo de imbecil???
    antes de criticar a adaptação (foco na palavra adaptação) do Nolan, procura ler alguma coisa do morcego ao invés de achar que os filmes do Schumacker (se é que se escreve assim) que são "MASSA VÉIO!!!" prestam pra alguma coisa.
    Minha vontade era de te bater só por tamanha ignorância na sua resenha.
    via ver quarteto fantástico aí ocê vai poder falar "uma grande obra do cinema família indicado para todas as idades"
    faça-me o favor...

    By Anonymous Ginho, at 11:13 PM  

  • Calma,pessoal.Eu também discordo do Inácio,mas já estão passando de argumentos para violência.O Coringa está revolvendo o caos dentro de vocês.

    By Blogger jose, at 12:02 AM  

  • Dizer q o filme é ruim,isso não é verdade,pois o filme alem de tudo é epico.
    Batman Forever(Argh) e outros filmes anteriores em nada lembravam aquele batman dos quadrinhos,que simplesmente É o Batman,o humano que vive em um mundo onde metahumanos existem aos montes e ainda consegue ser temido pelos amigos e muito mais pelos inimigos.
    O Batman é aquele que não se importa se seus amigos vão o odiar por qualquer motivo,ele faz o que acha certo.

    By Blogger Besouro Azul, at 6:05 AM  

  • O que os outros disseram ai em cima tem muita verdade e tb muito de fã,mas em uma coisa eles estão muito mais do que certos, se você quer fazer critica de algo,busque toda informação possivel pois corre o risco de falar bobagem como vc disse nessa sua critica!

    By Blogger Besouro Azul, at 6:07 AM  

  • Uma crítica típica de um esquerdiota que vomita discursos prontos, sem nem mesmo fazer uma pesquisa rápida para saber que a locação do filme foi Chicago...

    By Anonymous Anonymous, at 6:49 AM  

  • Jesus, mas que bando de ignorantes apareceu por aqui para comentar... Chamar o Inácio de "crítico frustrado" é realmente não saber o que está falando.

    By Anonymous Bury, at 8:22 AM  

  • http://www.davekehr.com/?p=59

    By Blogger bruno andrade, at 11:34 AM  

  • Sempre fui fã do Batman do Frank Miller e não entendo como outros fãs tenham "amado" tanto essa versão do Nolan. Deve ser por causa da baixa auto estima da categoria, aquela que ressente da falta de seriedade com que são tratados os quadrinhos. Daí o Nolan faz um filme "sério" e "realista" e todos dizem: é isso aí!
    Pois eu acho que o critico está certo em muitos pontos. Nolan "matou" a Gothan mítica dos quadrinhos. Virou uma cidade asséptica de torres de escritório. Chicago como Gothan... como podem ter gostado de tal idéia? Nolan, matou tbm a mitica da propria figura do Batman, que virou um explicito e risivel boneco de borracha que aparece no meio de cenas que parecem sair de um filme policial de segunda. Tirou-lhe todo o poder pictografico: o Batman de Nolan não tem capa! Nolan bota Bruce como elemento integrante do jogo de poder da "boa" elite de Gothan. Bota Batman como ferramenta ilegal e obscura a serviço da ordem formal. Nada mais terreno e desabonador para um personagem que se quer tão renegado. Poderia funcionar se o filme fosse mais ironico e farsesco. Mas essa obsessão infantilóide pela "seriedade" e pelo "realismo" (que curiosamente não prescinde dos gadgets para vender brinquedo) só torna o personagem mais risível.

    By Anonymous André K, at 11:44 AM  

  • De forma que uma das poucas coisas que se salvam, mesmo, é a presença do Coringa. Mas a certo momento ele vira o vilão do Jogos Mortais e não passa disso.

    By Anonymous Andre K, at 11:50 AM  

  • Desculpe.Estou aparecendo demais,mas estava pensando no que o Inácio escreveu e,de repente,surgiu a idéia de que o Batman,neste filme, não seria o Bush verdadeiro e sim,um sonho de neoconservadores idiotas :um George W. competente que pinçasse o Bin Landen,como na cena do predio na China,e não transformasse o Iraque no desatroso e terrível atoleiro que assombra nossos pesadelos.

    By Blogger jose, at 12:34 PM  

  • PS.:Adorei a cena final no predio com medicos,palhaços e policiais.A procura das três dimensões espaciais e a confusão entre vilões e mocinhos me fizeram do John Woo em bons momentos.

    By Blogger jose, at 2:36 PM  

  • Sinceramente me pergunto se o Sr.Inácio viu o mesmo filme que eu, viu o primeiro Batman de Nolan e se tb viu o Batman de Joel Schumacker.

    Primeiro neste Batman....ele queria o q, q o Alfred é q fosse um traidor?? Ou a Rachel q fosse a vilã?? Não entendi a colocação. Além disso, dizer q o povo está em último lugar na hierárquia do filme tb foi atestado de ignorância qto ao filme, pois em uma das cenas clímax foi justamente o povo demonstrar q ainda havia esperança, na cena das bombas nas duas barcas. Quem esperaria q akele preso faria akilo??
    Qto a crítica do Batman viver numa cobertura, descabida. Se for ver o primeiro filme, no que se diz respeito a mansão destruída, fica óbvio q ali é uma moradia provisória, e até mesmo Alfred ( Michael Caine )dá a deixa no filme.
    Qto a dizer q o filme dirigido por Joel Schumacker é mais agradável, com seus "Batcards", mamilos nas armaduras e atores fora de personagens, ok, só demonstra q o crítico não gosta do personagem, talvez de quadrinhos, e deveria quem sabe partir para criticar outros filmes de outros gêneros.

    Bola fora da Folha.

    By Anonymous Carlos, at 3:28 PM  

  • Puts, esse cara é jornalista? Tipo, jornalista formado e trabalhando no ramo???????


    ...
    ...
    ...
    ...


    Ó-Q-U-E-I...

    By Anonymous Rafael Rodrigues, at 3:36 PM  

  • Bem,dizem q a voz do povo é a voz de Deus,então se entre 1000000 de pessoas dois ou tres que se dizem entendidos sobre a nona arte dizem que o filme e ruim não faz diferença.

    By Blogger Besouro Azul, at 4:04 PM  

  • "Nona arte", hahahahahaha...

    By Anonymous Bury, at 4:50 PM  

  • sei que metade das pessoas que comentaram aqui já devem ter metido o pau em você, e duvido que vá ler o que estou escrevendo, mas de qualquer jeito ai vai.

    nada contra você não ter gostado do filme. é um direito todo seu (confesso que o filme não superou minhas expectativas também, embora não tenha ficado abaixo). o problema é justamente você querer fazer uma resenha sobre algo que não conhece. você reclama do coringa ser "uma espécie de serial killer psicopático" quando ele é isso nas hqs há pelo menos vinte anos. a parte sobre "A destruição de metade do rosto do promotor não é senão uma dessas piruetas", você provalvemente não sabe que o duas caras é um dos vilões mais famosos das histórias do batman. e que não é uma pirueta, mas pelo contrário, o filme é muito mais sobre o duas caras que sobre o batman.

    você tem todo o direito de gostar mais do filme do tim burton, tem todo o direito de ter detestado esse filme, mas se quer fazer uma resenha sobre qualquer filme, aconselho que conheça o universo onde a história se passa antes de sair falando besteira, justamente pra evitar comentários de gente que só vai te xingar. e aliás, nesse caso com razão. por que não gostar de um filme é uma coisa. agora criticar um filme que retrata FIELMENTE o universo dos personagens, por que você NÃO CONHECE os personagens, é sacanagem.

    By Blogger lander, at 6:21 PM  

  • Nuca li tamanha bobagem como nesses comentários. Fora alguns, ninguém tem a mínima idéia de que estamos diante do blog do, talvez, maior crítico de cinema do Brasil.
    Percebe-se que as pessoas acima não são capazes de fazer uma análise fílmica independente dos quadrinhos, o que é um erro, visto que o cinema já tem mais de 100 anos de vida e há pelo menos 70 anos já tem como completa praticamente toda sua base teórica.
    Quanto ao filme do Joel, Inácio referia-se à parte alegórica e não à qualidade do filme como um todo.
    Ao que me parece, várias pessoas foram até o google e procuraram críticas sobre o Batman e vieram comentar aqui como se este fosse mais um blog de algum garotinho.

    By Anonymous Mateus Monteiro, at 7:40 PM  

  • Lembro que certa vez disse a você que Amnésia era um Desejo de Matar de trás pra diante. Nunca imaginei que a carreira de Nolan pudesse ir à frente (muito menos a ponto de se tornar essa quase unanimidade). Chegamos ao fim dos tempos, de fato. O pior é a falta de senso de humor do cinema dele...

    By Blogger sergio silva, at 11:05 PM  

  • Para o retardado que riu lá em cima,caso vc não saiba a nona arte se refere aos quadrinhos...

    Como um bom cinefilo,posso dizer que esperei mais do filme sim,mas só poderia dizer isso caso não tivesse contato nenhum com os quadrinhos,como esse não é o caso...

    Agora sobre o Inacio ser um dos maiores criticos de cinema do Brasil,pode até ser pois a critica dele não influencia em muita coisa. Eu posso dizer com toda segurança,que se isso fosse um blog do José Wilker ou do Rubens E. Filho eu respeitaria,pois eles são criticos que entendem de cinema.

    By Blogger Besouro Azul, at 12:02 AM  

  • Mateus Monteiro, como fazer uma análise fílmica independente dos quadrinhos se o filme é exatamente uma adaptação de quadrinhos?Pois bem, nem seu cultuado crítico fez uma análise fílmica independente pois fez críticas absurdas. Não é porque uma adaptação para o cinema que se deve mudar toda a essência dos personagens.

    By Blogger Fabio, at 12:16 AM  

  • Pra não perder meu tempo te xingando, só posso dizer uma coisa: lamentável!!

    Apenas um crítico tentando ser dizer q sabe, indo contra a opinião comum. Mas elogiar aquelas bobagens q o Burton fez, tu extrapolou. POr essas e outras q eu agradeço por não ser um entendido de cinema e apenas gostar de bons filmes. Me poupa de ser um idiota!

    By Blogger EMERSON, at 12:40 AM  

  • Isso aqui se transformou em um Fla-Flu entre HQ e cinema.Vamos convocar,então,quem entende de futebol.Minha opinião favorável ao filme já ficou clara mas,como uma vez disse Jose Geraldo Couto,Inacio Araujo é o maior crítico de cinema do Brasil.

    By Blogger jose, at 3:18 AM  

  • Nada tão entediante quanto a revolta dos fanáticos por Batman contra os cinco ou seis críticos que falaram mal do filme.

    Só lembrando: concorde com o Inácio ou não, isso aqui é um texto sobre CINEMA, não sobre o grau de "fidelidade" de uma adaptação de quadrinhos.

    By Anonymous Tiago, at 3:54 AM  

  • Vc deve entender de cinema, mas nunca leu um história qualquer do Morcegão, por isso vc critica, leia a Piada Mortal, Cavaleiros das Trevas e por aí vai. Quando vocÊ assisti uma obra que é inspirada em um livro, vc deve ao menos ler o livro, né?

    Então faça o mesmo, se mesmo assim vc não gostar, muito bem. Mas não vá com o Batman de Adam West na cabeça, aquele não é batman.

    Domiro Netto

    By Anonymous Anonymous, at 5:20 AM  

  • "Eu posso dizer com toda segurança,que se isso fosse um blog do José Wilker ou do Rubens E. Filho eu respeitaria,pois eles são criticos que entendem de cinema".


    Chegou-se ao fundo do poço.

    By Anonymous Bury, at 5:29 AM  

  • "Essa fabulação tem um fim político preciso, i. é: combater o mal absoluto tem um custo, que consiste em viver nas sombras. Esse é o preço pago por Batman, mas, se formos pensar bem, há um outro personagem atual que pode reivindicar tal papel, e atende por George W."

    Tipo... vc escreveu isso a sério mesmo???

    By Anonymous Cardoso, at 6:28 AM  

  • "Vc deve entender de cinema, mas nunca leu um história qualquer do Morcegão, por isso vc critica, leia a Piada Mortal, Cavaleiros das Trevas e por aí vai. Quando vocÊ assisti uma obra que é inspirada em um livro, vc deve ao menos ler o livro, né?"

    Hum, alguém tem uma lixa de unhas ?

    Aposto que todos aqui leram o "genial" livro "Psicose" do Robert Bloch antes de assistir ao filme do Hitch...

    By Anonymous Mario, at 6:44 AM  

  • É o que sempre digo; é questão de gosto. Mas nos casos extremos, como essa obra, há o gosto certo e o gosto errado.

    Respeito sua opinião, Inácio, mas que sua opinião é equivocada, ela é.

    By Blogger Fagner Franco, at 6:52 AM  

  • não vi e não gostei, o passado não aguentei meia hora e esse eu nem vou perder meu tempo, aliás estou fazendo a campanha para acabar com esse negócio de filme de heróis.

    By Anonymous Anonymous, at 7:25 AM  

  • Pô, Inácio!

    Quase perdi minha muié e alguns amigos por causa desse filme. É que todos vibraram com ele, e eu, anti-social, publiquei isso aqui: http://hmilen.wordpress.com/2008/07/26/a-piada-banal/

    Achei que tinha pegado pesado, mas vc esculachou o coitado.

    Mas te digo uma coisa: o Batman do Frank Miller não é este aí não, meu chapa. Ah, mas não é mesmo.

    O Batman do Miller era empolgante. E o do Nolan é broxante.

    E quem é que conhece o Batman do Frank Miller?

    E, diabos, quem se importa?

    O objetivo desses filmes é fazer bilheteria, e não abrir horizontes, gerar debates, transgredir, experimentar, etc etc.

    Semana que vem tem outro, depois outro...e outro. E vc e o Merten levando essa palhaçada a sério.

    Ainda bem! :)

    By Blogger H Milen, at 8:05 AM  

  • Emerson, Fabio, Rafael Rodrigues e Marcelo (além de alguns anônimos) parecem ser entusiastas de regimes totalitários e querem impôr seu gosto, não aceitando opiniões dissonantes. Além disso, ao questionarem o trabalho do Inácio como crítico, atestam que pouco entendem de cinema.

    By Anonymous Tuco, at 9:20 AM  

  • Minha opinião é que o filme do Batman é o melhor de HQ de todos os tempos, sem dúvida. É um filme bem feito, embora, com algumas falhas. As críticas em torno dele serão sempre parciais pq é uma fantasia aproximada para a realidade. Inácio o criticou sem olhar a fantasia e, pelo lido, desconhecê-a totalmente. Nolan foi muito fiel ao universo do Batman e fez uma boa história em cima disso. Tomara que o filme bata muitos recordes de bilheteria, ele merece. Nolan já não é mais um simples mortal que nem nós desse mísero blog. Ele é como o Batman, dá a cara pra bater.

    By Anonymous Amadeu, at 9:40 AM  

  • Fala aê, povo. Tipo, fui um dos primeiros à deixar um comentário aqui e assim como Inácio. não sou muito chegado aos filmes de Batman do Nolan, mas reconheço q são bons filmes, interessantes, e que levantam algumas discussões. Pena que algumas pessoas aqui estejam passando dos limites, com insultos e outras coisas. Esse discussão nunca vai acabar, né? Rssss... Fãs dos filmes de Nolan vão sempre achar seus motivos pra defender, e detratores sempre vão achar seu motivos para atacar, e o mesmo pode ser dito dos filmes de Burton e dos de Shoemaker (perdão, não resisti ao trocadilho!), mas não acho q isso seja um problema. Oscar Wilde disse que essa variedade de visões e opiniões conflitantes à respeito de uma obra de arte acaba por vaildá-la. Eu mesmo gosto disso, e muito. Acho legal debater (embora não seja bem o que está acontecendo aqui, com esse monte de insultos gratuitos), pra mim enriquece a experiência de um filme. No fim das contas, vou citar um coisa que o próprio Tim Burton disse, à respeito das muitas versões de Batman: "A mídia gosta de jogar as pessoas umas contra as outras. As pessoas pelo mundo afora podem muito bem assistir os filmes de decidir de quais gostam e de quais não gostam, e no fim das contas, é só isso que importa". Sábias palavras.

    By Anonymous Reinaldo, at 9:50 AM  

  • Respondendo ao Fábio: no Batman de Burton, ele não deixou o Coringa morrer: ele o matou! Á sangue frio! Era isso que ele queria, desde o início. Se vc assistir a cena de novo, vai ver que Batman desde o início diz para o Coringa que quer matá-lo. Isso na versão de Burton é crucial! Vc não entendeu o pq? Minha bronca com o de Nolan é que Wayne passa o filme todo choramingando pelos cantos que quer fazer justiça e blá, blá, blá e quando a chance de fazer justiça chegou, ele não fez! Claro, ele estava pensando nele em primeiro lugar, né? Grande justiça...

    By Anonymous Reinaldo, at 10:12 AM  

  • O Filme é bom, a atuação do Heath foi foda, dane-se que o Inácio Aruaujo e meia duzia de malucos não gostaram, gosto é gosto,aliás, Inácio Araujo Who???

    Se dependesse desses frutrados, só deveriamos assistir filmes argentinos e iranianos...

    Bem, esses críticos sempre querendo moldar o gosto da galera, vamô parar com isso gente, vou dar um conselho pra vcs, tirem a bunda da cadeira, escrevam um roteiro e vamos produizir alguma coisa e ver como é bom ser "criticado".

    Domiro Netto

    By Anonymous Anonymous, at 10:40 AM  

  • Muito bom o texto Inácio. Concordo com tudo e destaco esta passagem:

    "É nesse mundo, em que a Máfia tem um lugar muito específico, que vai aparecer o Coringa como elemento que, dizendo-se anarquista, prega o caos, via o terror. O terror será subsidiariamente, sua maneira de apostar que a natureza humana é insustentável (o que tornaria inúteis os heróis)."

    Perfeito, o filme é de uma pobreza a toda a linha.
    Passa por lá,

    Cumprimentos.

    By Blogger José Oliveira, at 10:43 AM  

  • Ao menos dá para chegar a uma conclusão: os fãs de Batman não são fãs de cinema!

    By Anonymous Erica, at 12:57 PM  

  • Fábio, o filme não é a adaptação de uma história específica dos quadrinhos, apenas, digamos, é ambientada no seu universo. Quanto ao exemplo dos livros, está equivocado. Pessoal, cinema é cinema, quadrinho é quadrinho, literatura é literatura. Todos os três possuem suas formas de expressão, únicas ou não. Assim me recuso a depender de um para julgar o outro, dentro das suas competências.

    José Wilker e Rubens Edwald? O primeiro eu não sei, mas o segundo é um grande conhecedor de cinema, mas apenas com um conhecimento bibliografico...

    Vamos parar com esta bobagem, aposto que o dono do blog nem está nos lendo! =D

    By Anonymous Mateus Monteiro, at 2:42 PM  

  • Cara, eu discordo do último post. Sou fã de Batman e de cinema. Adoro os filmes do Tim Burton, gosto do segundo filme do Nolan e, tudo bem, não curto os do Shoemaker, confesso. Mas tb adoro a série brega da TV, muitos dos quadrinhos, dos desenhos...
    Tipo, eu curto riqueza, sabe? Riqueza de opções. Adoro que Batman possa ter tantas versões e ainda assim ser Batman. Isso é muito legal, não é? Batman sempre deu seus pulos, de moda em moda, mas sempre matém sua identidade principal. Não gosto desse papo de "esse é o verdadeiro Batman, não aquele é que é, blá, blá, blá..." Isso é pobreza de espírito. Pq não podemos curtir tudo do personagem?

    By Anonymous Reinaldo, at 2:46 PM  

  • Reinaldo, essa questão da identidade é interessante. Aparentemente as pessoas ignoram o fato de que os filmes/séries/quadrinhos serem produtos culturais de seu tempo. Dizer que tal Batman é o verdadeiro Batman é meio estranho... não deveriamos considerar o verdadeiro Batman aquele criado por Bob Kane em 1939? hehe

    By Anonymous Mateus Monteiro, at 3:03 PM  

  • Ah, então você o o maior crítico de cinema do Brasil?

    Então a coisa muda totalmente de figura, você está completamente certo, o filme é uma bosta e realmente merece ser boicotado.

    By Anonymous Rafael Rodrigues, at 3:29 PM  

  • Rafael, não é esta a questão. A questão não é concordar com ele. Eu mesmo não achei o filme tão ruim quanto o crítico achou, na verdade, até achei divertido.
    A questão é que muitos vieram aqui de maneira desrespeitosa, como você, no primeiro post. Falou uma bobagem sem tamanho, "Puts, esse cara é jornalista?". Leia mais o autor deste blog, você aprenderá cinema, mesmo sem concordar com ele.

    By Anonymous Mateus Monteiro, at 3:57 PM  

  • De onde surgiu essa horda de idiotas, bravando gritos histéricos? Céus...

    Respeito à diferença é isso aí. Eu ainda nem vi o filme, para concordar o discordar com a crítica. O que interessa é o respeito a voz alheia, a capacidade de aceitar a discordância, que o outro ache uma bosta aquilo que vc gosta...

    Quadrinhos são bizarros que movimentam uma nerdice xiita que utiliza o teclado como metralhadora.

    By Blogger andre, at 4:54 PM  

  • espero que o Inácio não se chateie, mas morri de rir com os comentários desse post.

    By Anonymous daniel, at 5:01 PM  

  • Realmente do jeito que eu escrevi pareceu que minha crítica à crítica do Inácio se deu por não aceitar sua opinião, quando é muito pelo contrário. Respeito a opinião de qualquer pessoa, mas a questão aqui não é de opinião, e sim de uma crítica pura e simplesmente feita à base do descaso, ou pelo menos é a impressão que se dá. Quando se é um jornalista respeitado (não acompanho a mídia brasileira, com raras exceções, então não o conheço), o mínimo que se espera é uma opinião embasada, e não pareceu ser o caso aqui. Eu tanto entendo de cinema que trabalho no ramo, mas não acho que alguém precise entender de cinema pra apreciar um bom filme, assim como não é preciso ser artista para apreciar uma boa obra de arte.

    Eu li e ouvi diversas críticas negativas ao filme, não vejo porque não, nem Jesus agradou a todos, mas quando se critica algo tendo em mente todos os seus aspectos, há muito mais credibilidade do que simplesmente analisar superficialmente, que foi a impressão que essa crítica deu.

    Eu realmente pareci exaltado em meus comentários, e por isso peço desculpas; concordo que todos têm direito à sua opinião e esta deve ser respeitada. É exatamente por esse motivo que resolvi me retratar.

    Mantenho no entanto minha humilde opinião; sua crítica infelizmente me soa vazia (não estou dizendo que seja, mas realmente é a impressão que se dá), pois onde eu aprendi cinema, The Dark Knight é uma amostra sobre como se fazer cinema de verdade, que tem um ótimo roteiro como base (e, para aqueles que disseram que analisei apenas como adaptação, notem que estou analisando agora como obra cinematografica somente).

    Sinceramente, dizer que o filme retrata a política atual dos EUA é o mesmo que dizer que "Senhor dos Anéis" retrata a Guerra contra o Terror no período George Bush.

    Batman The Dark Knight é um ensaio metalinguístico sobre a condição do ser humano na sociedade de hoje, e as decisões, de viver, ou simplesmente deixar as coisas acontecerem ao seu redor. Quem deixa de ser espectador, no entanto, tem que estar pronto para as consequências de seus atos. Pra mim, o filme é sobre isso.

    Mas enfim, estou divagando, só queria me retratar, pois realmente não creio que ofensas sejam a melhor forma de se expor uma opinião contrária.

    Ainda assim, no entanto, considero que reveja o filme, e se informe sobre as obras que foram referência para o filme: Batman: A piada Mortal e Batman: O Longo dia das Bruxas.

    Obviamente, isso não vai fazer você gostar do filme, mas com certeza sua crítica terá mais credibilidade perante os fãs do personagem.

    By Blogger Rafael Rodrigues, at 5:42 PM  

  • Inácio é um dos nossos melhores críticos de cinema. E eu sei que quanto mais veemente a crítica, mais veemente serão os comentários. É normal.

    “Batman – O Cavaleiro das Trevas” é “chato, ruidoso e reacionário”, escreveu Inácio. Ruidoso o filme é, mas acho que é um caso raro de blockbuster em relação ao qual não se pode apelar para o lugar-comum de citar Macbeth e dizer que faz muito barulho por nada. Chato? Minha bexiga queria que eu fosse embora da sala meia hora antes do final, mas não consegui me levantar da cadeira. E daí? Música para uns é barulho para outros, o que me desperta faz muita gente dormir, e vice-versa. Questão de gosto. Mas o último atributo dado para o filme por Inácio é discutível.

    Há uma grande diferença entre dizer que Batman, o personagem, é reacionário, e que “Batman – O Cavaleiro das Trevas”, o filme, é reacionário. Inácio complica ainda mais as coisas quando escreve: “Dizem que este é o Batman de Frank Miller (e o Coringa também). Talvez seja isso mais que tudo. Aquele ‘Sin City’ já era isso e não engoli de jeito nenhum. É um investimento no pior, na baixeza, na podridão.”

    E agora? Quem ou o que é reacionário? O filme de Christopher Nolan ou as histórias em quadrinhos de Frank Miller? O próprio Batman? Nolan? Miller? Bob Kane, que criou o personagem? Todas as opções acima?

    Vou escrever mais sobre isso no meu blog: http://www.orm.com.br/blogdecinema

    By Blogger Ronaldo Passarinho, at 9:50 PM  

  • Em defesa do Batman do Frank Miller (com o qual esse do Nolan não tem nada a ver): o Batman do Miller não tem crise de consciencia nem perde tempo com blas-bla-blas para justificar suas atitudes seja em relação à sociedade ou a si mesmo. É um trangressor, independente, quase um terrorista. Ele age como um serial killer, por necessidade, por desejo. É um facistão, mas um facistão "honesto", que não se submete a ninguém, um solitário que faz o que faz, e quem se incomodar que tente impedi-lo. Por sinal, o grande inimigo do Batman no Cavaleiro das Trevas é o Super Homem, exatametne porque este se submete como um cachorro aos mandos do governo, porque "deu a eles o poder que deveria ser nosso". A midia, os politicos, os inetelctuais, as autoridades policiais, a elite de Gothan, todos são retratados como idiotas e corruptiveis.
    Já esse Batman do Nolan tem uma relação muito promiscua e politicamente perigosa com as autoridades. A partir do momento que o poder formal se alia a Batman, uma força francamente ilegal, é inevitável que nas entrelinhas fique a sugestão de que os métodos invasivos, intolerantes e francamente ilegais de Bush e cia são justificaveis.

    By Anonymous Andre K, at 10:07 PM  

  • Bom, agora é minha vez de dizer que o Rafael disse tudo o que eu queria dizer. Agora vamos debater mais um pouco: " Mateus Monteiro said...
    Fábio, o filme não é a adaptação de uma história específica dos quadrinhos, apenas, digamos, é ambientada no seu universo."
    Isso eu sei, você que não entendeu o que eu quis dizer. Quando eu disse " Não é porque uma adaptação para o cinema que se deve mudar toda a essência dos personagens.",nao disse que era sobre uma história especifica e sim dos personagens, porque se é para levar o Batman para os cinemas que ele seja sombrio e não um fanfarrão como o Adam West! Concordo, nesse não é o Batman do O Cavaleiro Das Trevas de Frank Miller,pois se você perceber na história de Miller o Batman já está sexágenario e retorna a ação pois não concordou com o rumo que o mundo levou, nisso resolvendo adotar um método mais direto. Já o Batman de Nolan está em começo de carreira e se você prestar atenção, o filme tá qualificado para maiores de 12 anos. Se Nolan pudesse ter feito um filme para maiores de 18 sairia um filme bem mais violento do que Sin City e 300e com mais sangue!

    By Blogger Fabio Farro de Castro, at 2:04 AM  

  • "H Milen said...
    O objetivo desses filmes é fazer bilheteria, e não abrir horizontes, gerar debates, transgredir, experimentar, etc etc."

    Errado, porque o filme de Nolan pois os filmes atuais de heróis no chinelo. Porque provou que dá para fazer adaptações de quadrinhos com conteúdo, sim! Vocês ficam irritados porque finalmente alguém resolveu retratar a sério um personagem de quadrinhos no cinema e não suportam a idéia pois para vocês quadrinhos e as suas adaptações são para crianças, nerds sem-vida que ficam o tempo na internet e para pessoas imbecis que não cresceram ainda! Vocês e o Inácio são preconceituosos e se acham as pessoas mais cultas só porque preferem assistir um filme ucraniano do que um de super-herói. Se fosse anos atrás, eu até concordaria com vocês, pois com exceção do Superman magistralmente interpretado por Christopher Reeves, o restante tudo era uma bosta! Se não fosse a Marvel com Blade e X-Men, a busca pela qualidade não teria aumentado. Tiveram derrapas como Quarteto Fantástico,mas tiveram Hulk de Ang Lee. O único erro dele foi não ter posto mais ação no filme, mas a massa nâo gostou porque ela não aceita que façam filmes sérios com Super-heróis, apenas os fãs de quadrinhos aceitam isso. O Hulk novo, com Norton, eu gostei mais pois tinha um pouco do filme de Ang Lee misturado com mais cenas de ação. As empresas aproveitam os filmes para vender produtos infantis relacionados aos filmes, sim, aproveitam. Por isso que filmes como Batman não são tão pesados como Sin City ou 300, que são adaptações que não tem super-heróis. Na minha humilde opinião, acho que Batman foi apenas a preparação de terreno para Watchmen. Se a sua idéia de super-heróis é o desenho Superamigos, não veja Watchmen, ou até veja para mudar de idéia.

    By Blogger Fabio Farro de Castro, at 2:29 AM  

  • E a punheta dos "cultos" continua...

    By Anonymous Marcelo, at 3:20 AM  

  • Cara, eu acho que esse crítico ta bravo porque mandou o curriculum dele pra ser o Robin nesse filme. Como o Nolan não queria esse breguiçe ele escreveu metendo o sarrafo e elogiando o Schuma...

    Coisa de mal amado....

    By Anonymous Anonymous, at 5:08 AM  

  • Como sempre, eu não poderia esperar outro tipo de comentário do Inácio Araújo: Pertinente e desmitificador.

    Nesse momento posso ver como a minha geração é completamente infantilizada, elegendo obras pueris como cânones de qualidade suprema e se esquecendo que há um mundo muito maior em que se apegar: Por mais que eu goste do Frank Miller, tenho que reconhecer que ele não é nada perto do Fritz Lang, do Borges ou do Cortazar. Acho que falta um pouco dessa noção para esses quadrinho-bobos, que acham que o Alan Moore ou o Neil Gaiman são alguma coisa.

    Esse papo também que cada um tem sua opinião também é furado: Não acho que o Inácio Araújo seja um semi-deus, mas sua opinião conta muito mais que a de um nerd que viu meia dúzia de filmes do Stanley Kubrick: Ele é um meia-oito, passou a vida inteira no cinema, viu o negócio ganhando estatuto de arte, é rigoroso com suas análises pq tem uma visão muito coerente do que ele realmente quer. Alguém que compara o Zé Wilker com ele deve estar sofrendo graves crises de alucinação.

    Para terminar esse singelo comentário, termino com uma estrofe do saudoso Raul Seixas, outro meia-oito que tinha muito o que dizer:

    "Falta de cultura
    ninguém chega a sua altura
    falta de cultura pra cuspir na escultura
    Meu Deus se não fosse o Ca-bra-al!"

    By Blogger allegro non troppo, at 5:50 AM  

  • Para intercâmbio de idéias sobre cinema:

    http://revistataturana.blogspot.com

    By Anonymous Taturana, at 6:00 AM  

  • Como disseram por aqui,cada um tem sua opinião,eu acho q o Zé Wilker tem um grande conhecimento sobre cinema e prefiro ele ao Inacio,isso é questão de gosto.

    O Grande problema na verdade e que dizem sermos nós os leitores de quadrinhos os Xiitas,mas na verdade eles são vcs pseudos-criticos pois estão batendo boca com um bando de "Nerds" como vcs estão nos colocando,simplesmente querendo que engulamos as bobagens faladas pelo Inacio. Se caso eu for criticar Harry Potter, o minimo que farei é ler as obras,do mesmo jeito com senhor dos aneis. Para mim filmes Ucranianos,eslovacos e outros que não americanos são maçantes, e dai?
    Eu respeito a critica dele,mas não concordo,conhecimento sobre o que iremos falar e muito mais respeitoso do que dizer não vi e não gosto...

    By Blogger Besouro Azul, at 6:16 AM  

  • se fãs de batman não são fãs de cinema, pior ainda são os fãs desse babaca dono do blog.

    ora, vocês dizem que ele está certo e que o filme é horrível, porém, ele não fez crítica a NADA que tenha a ver com o filme em sí, e sim a história e a maneira como as personagens foram retratadas. e olhem só, elas foram retratadas igual são nas hqs. é meio absurdo querer reclamar do coringa ser um psicótico quando ele sempre foi assim nas hqs. reclamar de um batman que não mata, quando (tirando os primeiros anos de criação do batman), ele NUNCA matou (e alias, em todas as histórias de heróis, é sempre dito que o que os separa dos vilões é justamente que heróis não matam). batman queria provar que do jeito dele (obedecendo a lei), as coisas também funcionam. reclamar do "acidente" com o promotor, quando aquilo já era sábido por qualquer um que tivesse lido UMA revista sequer do batman (ou visto os filmes anteriores que ele tanto cultua, pois tommy lee jones também já fez este papel).

    logo, o cara é sim um ignorante por querer falar sobre algo que não entende. e sinto muito, mas está longe de ser um dos melhores críticos de cinema, pois acho que o principal requisito pra ser um bom crítico, é justamente saber sobre o que está falando. coisa que parece que ele não sabe.

    By Blogger lander, at 6:17 AM  

  • E desde quando preciso ter lido a porcaria do batman cavaleiro das trevas pra fazer a porcaria da crítica do filme? filmes a priori devem ser julgados pela sua realidade "física", não por sua semelhança com o material original.

    Sei que é muita pretensão tentar enfiar isso na cabeça da moçada, mas o inácio araújo não é um zé ruela qualquer que critica por não entender o contexto em que o filme foi feito, ele julga o filme por parâmetros próprios a crítica de cinema, estabelecidos pela crítica francesa do século passado, a famosa revista "cahiers du cinema". É claro que ele não conhece a mitologia que cerca o morcegão, e sinceramente não vejo qualquer necessidade dele conhecer a fundo esse tipo de coisa para o seus ofício (e nem qualquer pessoa minimamente esclarecida).

    Não serei tão contundente quanto o original, mas esse filme do batman, apesar de saber desenvolver adequadamente as situações no seu final peca na execução por que não passa de um falatório incessante, pseudo-filosófico e auto-afirmativo. O protagonista não passa de um playboy vingativo, e o morgan freeman esta ridículo naquele papel de mestre yoda negro. As interpretações do heath ledger, aaron eckhart e do gary oldman tem seu brilho, mas duvido seriamente que se devam a direção do Cristopher Nolan.

    Espero que com minha crítica, rasteira e meramente formalista, os gaiatos que visitem o blog possam entender minimamente o que se passa, já que estão estupidificados demais para captar a enormidade do que o Inácio Araújo escreve.

    By Blogger allegro non troppo, at 7:19 AM  

  • E a ignorância / truculência dos "entendedores de cinema" continua...

    By Anonymous Tuco, at 8:08 AM  

  • para quê discutir merdas dessas aqui, aqui discute-se cinema. O Inácio é um grande homem do cinema, e isto é apenas um apontamento, pois se ele realmente escreve-se uma critica, desenvolve-se a teoria....meus amigos, vocês nada iam perceber...

    By Blogger José Oliveira, at 8:32 AM  

  • Só lembrando que o Inácio elogiou bastante Homem-Aranha e Homem-Aranha 2.

    By Anonymous Tiago, at 8:33 AM  

  • Inácio elogiou todos os Homem-Aranha, Hellboy, os filmes do Superman, o segundo X-Men...
    Quié qui tem dimais si ele num gosta dos Batiman do Nolan, mermão?

    By Anonymous Reinaldo, at 8:48 AM  

  • Pois é, senhor Mateus Monteiro. tb penso isso às vezes, mas sei lá. O primeiro Batman era bem esquisito. Rssss...
    E o Coringa, que andava com duas pistolas e matava á sangue frio? O Batman tb matava, não matava? Rsss...
    Cara, tenho uma história dele aqui em casa, bem antiga, em que o Coringa coloca o Batman de castigo na escola com direito até á chapéu de burro! Hhahauhauahuhau. É hilário!
    Sei lá, amigo, curto tudo de Batman, menos os do Shoemaker, que são mesmo constrangedores. Rsss...

    By Anonymous Reinaldo, at 8:53 AM  

  • ignorância e truculência? pelo que deu pra perceber foram uns nerds desocupados que começarem esse discussão ridícula. só estou tentado argumentar como alguém que frequenta o blog e gosta das opiniões do inácio. caso não gostem da opinião dele ou de outros críticos sacanas, pentelhem aqueles que gostaram do filme.

    By Blogger allegro non troppo, at 9:10 AM  

  • cara, entenda. eu também não achei o filme do batman o puta filme que estão falando.

    e não tenho NADA contra quem achou o filme uma bosta. tem muito filme que só eu gostei e ninguém mais.

    o problema (que voces pseudo intelectualóides) não entendem, é que ele não fez uma crítica a forma como o filme foi dirigido, ou a fotografia do filme, ou a qualquer coisa que tenha minimamente a ver com o cinema e com o filme.

    o problema é ele reclamar dos personagens terem sido tratados fielmente a suas origens e a maneira como eles são escritos. se ele vai ver um filme do batman, é óbvio que o batman não vai matar, que o coringa é psicopata e que o promotor vai virar o duas caras. não tem por que reclamar disso.

    se a crítica fosse "o filme é monótono, parado e pseudo intelectual" seria uma coisa. agora reclamar do filme ser fiel a história é ignorância.

    mas fiquem ai babando o ovo do cara. to pouco me fudendo pra gente ignorante assim.

    By Blogger lander, at 10:07 AM  

  • Allegro,tú acabou de demonstrar o qto babaca vc é!
    E outra,qualquer nerd q se preze,já q é disso que vc está nos chamando sabe de muito mais coisa do que um bosta como vc q se acha o grande entendedor de cinema.
    Leia a critica do Arnaldo Jabor(Que não faz critica de cinema,mas falou do filme)e ai vc vai entender o que é uma critica bem colocada, e que como o Inacio tambem não achou o filme grande coisa.

    E mais,um cara que fala bem dos filmes do aranha não merece respeito,aquilo sim é um filme totalmente elitista e sem nenhuma boa ideia,coisa que o Dark knigth tem!

    By Blogger Besouro Azul, at 11:15 AM  

  • Eu acho que as razões pelas quais ele não gostou do filme estão muito bem explicadas. O crítico reclama do que quiser. Às vezes as melhores críticas são aquelas em que o autor expõe como a obra o afetou, ao invés de fazer uma análise fria, objetiva. Agora, o engraçado é o sujeito falar que está "pouco se fudendo" e continuar a postar comentários aqui...

    By Anonymous AVeidt, at 11:51 AM  

  • Tudo bem Inacio você pode até não gostar do filme, mas chamar aquelas tranqueiras dirigidas por Schumacher E Burton de "agradáveis",ai as pessoas vão começar a duvidar da sua capacidade mental. Se quiser eu te recomendo um bom psiquiatra.

    By Anonymous Pedro, at 12:12 PM  

  • 'Essa fabulação tem um fim político preciso, i. é: combater o mal absoluto tem um custo, que consiste em viver nas sombras. Esse é o preço pago por Batman, mas, se formos pensar bem, há um outro personagem atual que pode reivindicar tal papel, e atende por George W.'

    eu não vi o filme, mas esse comentário e o do josé tb eu acho problemático, porque a idéia de absoluto pra mim está mais intensificada em seus inimigos diretos, e não cabe juízo de valor a ninguém. Bush representaria a permanencia da democracia capitalista moderna(com todos os seus problemas), e seus inímigos a ruptura desse modelo de sociedade. Tanto que esses inimigos em geral são críticos da modernidade e sua fragmentação.

    By Anonymous Anonymous, at 1:12 PM  

  • Por que o Batman tem que parecer real? Parece que a única coisa que os fãs ficam aplaudindo o filme é porque o clima destes novos Batmans é ser o mais "real" possível, o que fica sendo apenas um fetiche de imaginar "como seria o tal personagem se ele fosse uma pessoa que convive no lado de cá da tela?".

    Batman real só serve para satisfazer a vontade do fã em não ser visto como nerd. Porque "se parecer real" não traz muito benefício.

    O primeiro filme de Tim Burton era divertido e legal e era, assim como os heróis de hq são infantis (não importa qual seja, pois o público alvo é o mesmo: adolescente que quer ser adulto, ou vc acha que essas histórias não são feitas com estudos de comportamento por meio da publicidade?)

    By Anonymous leandro moraes, at 1:39 PM  

  • Acho q todos aqui concordamos com uma coisa: um filme que quer ser realista nao devia ter uma cena como a do batman subindo a parede com sua "moto"... a cena eh completamente desnecessaria... ao contrario da cena do aviao resgatando o batman, q apesar de parecer impossivel, tinha uma função pertinente no filme...

    By Anonymous Anonymous, at 2:45 PM  

  • Então quer dizer que "vocês" sabem de cinema? Make me laugh...

    Quer dizer que só pq o Inácio não falou dos aspectos "técnicos" do filme invalida a crítica que ele fez? Essa foi uma das coisas mais xaropes que já ouvi. Quem acompanha minimamente o que ele escreve sabe que ele faz esse tipo de análise para demonstrar um estado de coisas, como o cinema tem emburrecido ultimamente. E também não há nada para se notar de extraordinário, para se escrever alguma coisa a respeito.

    Mas se vcs acham que o batman do frank miller é o santo graal, que esse papo de saber se o dito cujo faria determinadao tipo de coisa ou não em um filme só posso dizer que vcs realmente não tem nada o que fazer aqui. Já que se sentem tão superiores aos intelectualóides, aos truculentos críticos que nada tem a fazer senão criticar por motivos tortos os filmes, vão procurar outro coisa para fazer, caçar um servicinho, chupar prego.

    (não usei nenhum palavrão, não mandei ninguém se foder. Não que vc não mereçam.)

    By Blogger allegro non troppo, at 2:48 PM  

  • Duas observações:1)Entre HQ e cinema o melhor é a soma e não,a divisão.2)Bush representa a democracia moderna idealmente e não,de forma real.Depois das observações,uma proposta de roteiro ou HQ:Crise entre as duas terras.Terra 1 teria no lugar do Bush Bruce Wayne.Terra 2 seria assombrada pelo Coringa e,não pelo Bin Laden.Bush da Terra 1 e o Coringa da Terra 2 seriam transportados para um mundo bélico e decidiriam a questão poupando milhares de vidas.John Woo poderia escrever esse roteiro ou HQ já que ele transitou pelas duas terras.

    By Blogger jose, at 5:41 PM  

  • esse jose tomou acido, no minimo...

    By Anonymous Anonymous, at 6:24 PM  

  • Ácido desoxirribonucleico do Marv Wolfman.Dá a a maior onda,man anonymous.

    By Blogger jose, at 7:07 PM  

  • jose, eu escrevi o comentário do bush, acho que entendi o que vc quis dizer, mas não tenho certeza.E o John Woo não consegue nem mais emplacar piloto de seriado, deixa ele.

    Voltando a questão do bush, o questionamento que eu quis fazer, é de como se colocou a questão do 'absoluto', como se ele partisse só do bush, e não de alguns de seus inimigos(não falo de pessoas especificamente, mas de grupos ideológicos, etc...).Mas acho que eu teria de ver o filme para atestar se a contextualização do inácio foi pertinente. Foi mais uma impressão que eu quis externar a respeito do que eu lí.

    By Anonymous Anonymous, at 7:36 PM  

  • Esta última mensagem do anonymous foi um exemplo de elegância e procura persistente pela verdade que sempre escapa das nossas mãos.Se o nível desse debate iniciado por Mestre Inácio tivesse sido sempre esse que maravilha seria.

    By Blogger jose, at 7:54 PM  

  • É por criticos assim que o filme teve e ainda vai ter mais sucesso! xD

    O filme esta excelente e é das melhores adaptaçoes ja feitas!Acho que os 300 milhoes ja ganhos o demostram!

    O problema é que estes criticos que falam mal sao aqueles que falaram mal de batman begins e que detestam este tom realista que o nolan quis realizar.
    Eu gosto do batman de burton mas amo o batman de nolan!

    Cada um tem a sua opinião e deviam respeita-las! Nao gostei paciencia mas se esperam um filme do batman com o tom do tim burton ou do joel é melhor esperarem sentados!

    AHAHAHHAhahahahHAhAH
    Why....So....Serious!!

    By Anonymous AlucarD, at 9:41 AM  

  • Anonymous, a mota a subir a parede? looooool...
    A mota nao subiu a parede, apenas deu a volta com ajuda da parede e dos pes do batman se fores reparar.
    E isso é possivel! Ha campeonatos de motas em que os pilotos fazem com cada manobra que nem deves conseguir sonhar!

    By Anonymous AlucarD, at 9:51 AM  

  • Fãs de hq:zzzzzzzzzzzzzzzzzzzz

    Tipo, oi, um cara se veste de morcego (m-o-r-c-e-g-o) e tem gente que leva isso a sério?

    Bom, o Nolan não fez um campeão de bilheteria à toa.

    By Blogger Rafael Truffaut, at 10:17 AM  

  • bem lembrado, rafael.

    By Blogger allegro non troppo, at 12:24 PM  

  • José Wilker? hahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahhahahahahaha

    By Blogger Gabriel Carneiro, at 1:20 PM  

  • Pelo que eu entendi, quem gostou do filme é nerd, quem não gostou é quem realmentente entende de cinema, puxa vida. Nunca vi tanto maniqueísmo, depois é o Batman que é reacionário.
    É... A internet, assim como o papel aceita qualquer coisa.

    Eu gostei do filme, assim como gosto de tantos outros, mas é o meu gosto, achei o filme corajoso...Quanto ao Batman, tb acho que ele é um cara de direita, aposto que ele vota nos republicanos, mas e daí, nem tudo mundo que é de Direita é fã do Hitler ou do Bush(forcei), assim como quem é de esquerda não é obrigado a ser petista ou ser fã do Stalin.


    Ass. Um Nerd que gosta de Orson Welles, Sergio Leone, Kubrik e HQ.

    By Anonymous Anonymous, at 3:21 PM  

  • Acho que talvez algumas coisas precisam ser separadas. É claro que houve uma falha (falha?) aí sobre os personagens. O Batman dos quadrinhos nunca matou (a não ser na série O Cavaleiro das Trevas - que aliás nada tem a ver com os filmes - mas é um Batman já idoso, meio desacreditado e louco. De todo modo matou uma única vez)e o Batman de Nolan também não matou ninguém. É também verdade que há bastante tempo (e isso não acontece só no Batman) os heróis e universos das HQs têm se aproximado mais da "realidade". O visual de Gotham inclusive.

    Entretanto os filmes de Nolan são uma adaptação livre do universo do Batman, não é como em LOTR que a idéia era se manter fiel mesmo aos livros. Portanto, esse argumento de que "o Batman-Coringa-Gothan é assim" é um pouco frágil embora eu concorde com o que foi dito pelos fãs. Fora isso, os comentários de Inácio sobre o filme enquanto filme são bem acertados. Há furos sim no roteiro e etc.

    Talvez o problema aqui seja mais sobre conhecer o universo do Batman dos quadrinhos de hoje e até mesmo um problema de gosto(de preferir a Gotham gótica etc) do que falta de conhecimento do fazer fílmico. Nisso, Inácio foi (e é) realmente preciso.

    By Blogger Christiane, at 3:58 PM  

  • Aliás, filme bom sobre super-heróis nos dias de hoje mesmo é Corpo Fechado. Pelo menos eu acho.

    By Blogger Christiane, at 4:04 PM  

  • Minha primeira visita ao Blog, atraído pela resenha desse filmeco do Batman.

    Pois bem, concordo com CADA LINHA do que foi escrito.

    Filme PODRE, chato, mal-feito, com caracterizações PORCAS, desrespeito TOTAL aos personagens dos quadrinhos. Mais um DESASTRE criado pela Warner. Mais uma DCpção.

    Um lixo completo.

    Fluffy

    By Anonymous FLUFFY, at 4:18 PM  

  • Essa crítica é melhor:

    http://www.cinemaemcena.com.br/Ficha_filme.aspx?id_critica=7225&id_filme=5077&aba=critica

    By Blogger Dossiê - Asa Noturna, at 4:56 PM  

  • Fluffy qual é o melhor adaptação para ti?
    Para uma primeira visita começaste muito mal! Queres comparar the dark knight com algum filme da marvel?
    Nenhum deles é superior ao filme do batman! E nem vale a pena falarem em iron man porque é um excelente filme mas nada comparado com the dark knight!

    Hás de me dizer o porque de total derespeito aos personagens dos quadrinhos...

    Devias querer um joker palhaço como o do jack nicholson mas se fores ver bem nas hqs, joker sempre foi insano e demente! Tal como o do ledger...

    Why......so...seriousssssss!

    By Anonymous AlucarD, at 4:59 PM  

  • Ei FLUFFY, deixa de putice e posta logo tua crítica do filme no MBB...

    Tá todo mundo querendo te ver chupar...

    By Anonymous Dark Knight, at 6:20 PM  

  • 1) Voce nao conhece nada de cinema.

    2) Voce nao conhece nada de quadrinhos.

    3) Voce nao conhece nada de Batman.

    4) Me pergunto se voce sofre da sindrome da carne de vaca.

    By Blogger sapothedude, at 6:31 PM  

  • Continuo sem entender esta briga infantil entre HQ e cinema.Artes que produziram homens como Will Eisner e Andre Bazin já alcançaram uma maturidade que não condiz com o complexo de superioridade demonstrado pela maioria das mensagens postadas aqui.

    By Blogger jose, at 7:30 PM  

  • Apenas um:

    se vc diz que Inácio de Araújo não sabe nada de cinema, quem não sabe de alguma coisa aqui é vc.

    By Blogger Ricardo [DIVERSITÀ], at 7:37 PM  

  • Toda essa discussão sobre o Batman ser reacionário me lembrou duas coisas:

    - A graphic novel Cavaleiro das Trevas, escrita por Frank Miller. Quem leu a história, deve se lembrar que Miller dedica um espaço enorme da narrativa mostrando como a mídia trata o retorno do herói. E o que se vê é uma histeria coletiva; em debates acalorados alguns defendem a atuação do vigilante, e há quem o critique justamente por ser reacionário, violento, ruidoso. E é mais ou menos isso o que tenho visto não depois que o filme foi lançado, mas depois que o filme começou a fazer um sucesso estrondoso – é como se o filme tivesse conquistado um espaço maior do que deveria, e a violência de algumas críticas que começaram a sair contra o filme passou a beirar o rancor e a idiotice (sendo que alguns comentários, como o de João Pereira Coutinho na Folha de ontem, afundou os dois pés na idiotice.

    - E também me lembrei de uma certa passagem de "O Desprezo" de Godard. No filme, Paul (Michel Picoli) é um roteirista que vive uma crise conjugal. Em certo momento, Paul encontra Fritz Lang (que interpreta a si próprio) e comenta que planeja escrever uma adaptação de "A Odisséia". Dito isso começa a falar sobre os motivos que, segundo ele, afastaram Ulisses de Ítaca por tantos anos, e até chega a comentar que Ulisses vivia um casamento falido (ou algo assim) e que preferia os perigos do mar ao massacre que era o casamento. É nesse momento que Fritz Lang o interrompe e diz que Ulisses é Ulisses porque é um homem de paixões simples, não um neurótico moderno. Sem querer comparar, penso o mesmo em relação ao Batman. Poxa vida, o Batman é o Batman. Ele perdeu os pais quando criança e, obcecado, veste uma roupa de morcego e passa a perseguir os criminosos de Gotham City. Qualquer interpretação além dessa ultrapassa a essência do personagem, tentando atribuir ao herói uma natureza (e uma motivação) que nunca existiu, e nesse caso quem posa de "neuróticos" são os sujeitos que ficam berrando contra o filme por motivos errados.

    Em tempo: gosto da maioria dos críticos de Inácio Araújo, mas acho que a sua crítica em relação ao filme do Batman é parcial desde o início. Primeiro porque ele não suporta o diretor Chris Nolan (e não suporta desde os tempos de "Amnésia", e em parte concordo com Inácio, Nolan está longe de ser um gênio, mas também não é a besta que dizem por aí). Sem contar que Inácio Araújo reverencia Tim Burton. Em outras palavras: a referência que o Araújo tem do Batman são os filmes de Burton, não os gibis, e qualquer coisa diferente dos filmes de Burton (não importa a qualidade) vai desagradá-lo. Por todos esses motivos, a crítica de Inácio Araújo é um tiro no próprio pé.

    By Anonymous Daniel, at 9:00 PM  

  • Eu acho rid�culo ter mais de 100 coment�rios nesse post e quase nada nos outros(como no �timo texto abaixo, do in�cio), mostra a quantas anda a cabe�a do pessoal, parece algo do tipo" oh n�o, algu�m falou mal do filme e eu tenho pregui�a de pensar sobre isso".Fazendo justi�a, alguns discordaram civilizadamente, inclusive eu j� falei o que achei problem�tico no texto, sem precisar xingar, o que eu at� entendo que acontece, porque existe esse lance passional. Agora ataquezinho em comboio de fanboys � pat�tico, mesmo que a coisa em que � objeto de adora�o preste.Vamos crescer pesoal, aqui todo mundo j� deve ter p�lo no saco, esse chilique descontrolado coletivo dep�e contra a pr�pria masculinidade do pessoal.

    By Anonymous Anonymous, at 9:57 PM  

  • Talvez um dos poucos comentários realmente sensatos a favor do filme foi o do daniel, que realmente entendeu os dois lados da questão e conseguiu expressar seu gosto com sobriedade.

    Para mim a questão principal é: pq ficar idolatrando um filme extremamente falho, usando argumentos de quão fiel ele é a tal bíblia chamada cavaleiro das trevas e ignorar que ele é "chato, ruidoso e reacionário?" Pq ficar achando que o tal do frank miller é um gênio absoluto? Para que entrar em um blog e ficar achincalhando um senhor de idade só pq ele não consegue ver a graça da mitologia do batman, se ele não leu a piada mortal? Somente pessoas desocupadas e intolerantes se permitiriam tais expedientes.

    E ao sujeito que diz que gosta de orson wells, kubrick e leone: não é pq vc viu um punhado desses diretores clichês que vc pode supor que entende de cinema. foi um dos comentários mais prepotentes que ouviu nessa discussão ridícula.

    By Blogger allegro non troppo, at 5:19 AM  

  • BATMAN HAS NO LIMITS

    By Anonymous Anonymous, at 6:18 AM  

  • Que bom ler um texto lúcido e digno como o do Daniel.É um exemplo da maturidade que HQ e cinema alcançaram durante o século XX

    By Blogger jose, at 9:21 AM  

  • P.S.:Inácio,parabens pelos 110 comentários que a sua crítica provocou.Acho que o saldo foi positivo.

    By Blogger jose, at 9:28 AM  

  • Concordo com a critica.

    By Anonymous Anonymous, at 10:26 AM  

  • Allegro Non Tropo, se vc acha Orson Welles clichê, posso fazer o que?

    A verdade meu amigo, que me chamou de prestencioso, vc deve ser os críticos entendidos, né, pois bem.

    No fundo todos nós estamos usando critérios puramente subjetivos, até o Deus de vocês," o filme é chato e ruidoso" , nunca vi tantos critérios tão subjetivos em uma crítica.

    M

    By Anonymous Anonymous, at 10:55 AM  

  • concordo que essa porcaria de discussão é ridícula, e que cada um vai ficar dando murro em ponta de faca por não abrir mão de suas opinões.

    e é claro que toda a crítica é subjetiva, pois não são robôs que as fazem. aliás não têm coisa mais chata que uma resenha em que o cara fala se o filme é bom ou não, pois isso até um macaco consegue fazer.

    By Blogger allegro non troppo, at 11:40 AM  

  • DEPOIS DE TODAS AS CRITICAS AO TEXTO DO INÁCIO SOBRE "DARK KNIGHT", EU SÓ POSSO LAMENTAR POIS INFELIZMENTE UM CRÍTICO PODERIA O MENOS LER OS LIVROS EM QUE SÃO BASEADOS O FILME.COMO FÃ DE BATMAN, CONCORDO QUE EXISTE ALGUMAS FALHAS, MAS GRAÇAS A OUSADIA DE NOLAN, TIVEMOS BOAS ATUAÇÕES DOS ATORES, NÃO APENAS HEATH LEDGER, CHISTIAN BALE DEU UM BRUCE WAYNE COM EMOÇÕES E NÃO UM ROBÔ , COMO NOS FILMES DE SCHUMACHER QUE INÁCIO DIZ SER AGRADÁVEIS, EU ATÉ GOSTO DOS FILMES DE TIM BURTON, MAS A PARTIR DE BATMAN BEGGINS O MORCEGÃO RENASCEU, SUA HISTÓRIA NÃO FIEL AO CAVALEIROS DAS TREVAS DE FRANK MILLER, MAS CONTÉM ELEMENTOS QUE NUNCA FORAM MOSTRADOS ANTES.PROVA DISSO É A ÓTIMA RECEPÇÃO AO THE DARK KNIGHT, QUEM VEM FAZENDO UMA BILHETERIA DE DAR INVEJA A QUALQUER CRÍTICO , QUE NO SEU TEXTO DEMONSTRA NÃO GOSTAR DO PERSONAGEM BATMAN.AOS QUE ACUSAM INÁCIO DE NÃO SER UM BOM CRÍTICO PODEM LER UMA MATÉRIA MARAVILHOSA FEITA PELO CRÍTICO DA MELHOR REVISTA DE CINEMA "SET" ROBERTO SADOSVKI,ELE FOI IMPARCIAL E MOSTROU PORQUE O CRÍTICOS AMERICANOS E DO MUNDO TODO ESTÃO DE JOELHOS POR ESSE FILME.

    By Blogger CRIKA MARTINS, at 2:32 PM  

  • Os filmes do Batman feitos por Joel Schumacher são comédias, com espírito mais voltado para o antigo seriado dos anos 60, com Adam West. Basta prestar atenção nos diálogos ridículos de "Batman e Robin", e na escolha de Jim Carrey como Coringa no filme anterior. Infelizmente, essa espécie de seita gótica que forma o grosso do fã-clube de Batman não entendeu.

    By Anonymous Anonymous, at 3:49 PM  

  • Pelo visto você não entendeu absolutamente nada... e aparentemente, o reinaldo menos ainda!

    Todos os supostos 'furos' que ele apontou em 'Begins' não passam de bobagens.

    Fizesse como o Nolan fez muito bem; bastasse uma pesquisa (afinal, falar de um personagem que tem todo um histórico, fosse ele minimanente interessado, saberia como funciona a Liga das Sombras, quem é e como funciona a dinamica de Ras' Al Ghul - "Cabeça do Demônio" em árabe - o Batman, o Poço de Lázaro) teria nos poupado de ler uma série de asneiras.

    Se você não gosta de Batman, tudo bem, isso é com você, o memso vale para o reinaldo - mas escrever o que escreveu (e ainda colocar que "até na do diretor seguinte a coisa corria mais agradavelmente", com aquela Gothan tirada do Sambódromo, Batman, Robin e cia parecendo saidos do GalaGay, isso é no minimo um tapa na cara!) é duro de engolir.

    Mais um critico que quer nadar contra a corrente para dizer que é 'maneiro' e que é 'cult' e ganhar uns pageviews a mais esse mês.

    Parabéns, ganhou, mas no proximo post, volta tudo ao normal.

    Boa noite e boa sorte!

    By Anonymous Bruno F., at 5:26 PM  

  • Tem uam frase, muito famosa, que você com certeza conhece que diz assim "Toda unanimidade é burra".

    Até Kubrick tinhas seus desafetos.

    By Anonymous Anonymous, at 5:30 PM  

  • PESSOAL!!!
    EU NAO GOSTO DOS FILMES DO JOEL SCHUMACHER, EU ODEIO POR ELE TER DESTRUIDO A IMAGEM DO BATMAN COLOCANDO DIALÓGOS POBRES E COLORIDOS COMO SE O PERSONAGEM FOSSE UM ENRENDO DE ESCOLA DE SAMBA.
    BATMAN E MUITO MAIS QUE ISSO, QUANTO A CRITICA DO INÁCIO, É SÓ LER OUTROS CRITÍCOS QUE CONSEGUIRAM VER A OBRA PRIMA QUE É ESSE NOVO FILME THE DARK KINGHT.
    SERIA MUITO BOM , SE ELE ENTRASSE PARA A LISTA DE PREMIAÇÕES COMO O "GLOBO DE OURO" EM JANEIRO E O "OSCAR" EM FEVEREIRO, ASSIM CALARIA A BOCA DE CRÍTICOS QUE NÃO GOSTARAM DO FILME, IA TER QUE VER O ELENCO E O DIRETOR GANHAREM A TÃO ALMEJADA ESTATUETA.

    By Blogger CRIKA MARTINS, at 6:06 PM  

  • 'CRÍTICO DA MELHOR REVISTA DE CINEMA "SET" ROBERTO SADOSVKI,ELE FOI IMPARCIAL E MOSTROU PORQUE O CRÍTICOS AMERICANOS E DO MUNDO TODO ESTÃO DE JOELHOS POR ESSE FILME.'

    nossa, é cada pérola, revista set é a melhor revista de cinema?Só quem lê caras larga uma dessas em uma caixa de comentarios.

    By Anonymous Anonymous, at 7:07 PM  

  • 'e é claro que toda a crítica é subjetiva, pois não são robôs que as fazem. aliás não têm coisa mais chata que uma resenha em que o cara fala se o filme é bom ou não, pois isso até um macaco consegue fazer.'

    ou seja, os redatores da SET,hahahaha.

    By Anonymous Anonymous, at 7:09 PM  

  • Uau, não tinha lido esses comentários ainda.

    É impressionante como eles reforçam muito do que o Inácio falou no seu texto.

    "E todo o tempo o espectador pode se dizer: vale tudo para destruí-lo. Por todos os motivos essa é uma prioridade zero. Um cara assim não se prende, se mata etc."

    By Blogger doprado, at 8:12 PM  

  • José Angelo Moraes escrevendo:

    OK, passo pela constatação que a defesa do filme pelos batmaniácos está uma pândega. Mas os defensores de Inácio não estão melhores. Falam das más referências culturais de uma geração e levam muito a sério Raul Seixas, exatamente um mito canonizado com ardor por essa mesma geração supostamente oca. E na boa gente, o Seixas não é esse semi-deus do conhecimento que o culto quer fazer crer.

    Só gostaria de dizer uma coisa: o Inácio Araújo é um dos melhores críticos de cinema do país, mas era absolutamente previsível que ele nã iria gostar do filme. Depois de vê-lo disse à um amigo: "se for Inácio Araújo a escrever na "Folha" sobre o filme, vai malhá-lo".

    Seguinte: acho que ele sofre de extremo arraigamento à idéia de autoria, se não estritamente ligada à chamada "política dos autores", como um determinado conceito sólido a respeito de um diretor. Isso na minha opinião, é o "defeito" dele.

    Leio o Inácio Araújo há mais de 15 anos, e durante esse tempo, vi ele mudar de idéia de maneira firme três vezes sobre diretores que havia demonstrado não apreciar: David Lynch (os filmes de "Estrada Perdida" para cá), e mais recentemente, os Irmãos Coen de "Onde os Fracos Não Têm Vez", e o David Fincher de "Zodiáco", ambos elogiados por ele.

    Mas nada indica que não sejam mudanças pontuais a respeito dos filmes específicos. E no sentido contrário, criticar negativamente um diretor apreciado, me lembro só de algumas restrições ao Brian De Palma de "Femme Fatale". De resto, se é Cronenberg, Kiarostami, Eastwood, Manoel de Oliveira, o próprio De Palma, etc, dá para saber de antemão que Araújo vai cobrir os filmes deles de elogios. Todos. Nunca vi ele escrever que um Eastwood é mediano. Até “Dívida de Sangue” foi por ele elogiado como uma maravilha do cinema, diga-se de passagem num texto de muita qualidade de argumentação, era bem melhor que o filme em si.

    E como ele não gosta do Nolan desde “Amnésia”, e escreveu o que acho que é um dos textos mais equivocados dele, sobre “Batmana Begins” (no quê o comportamento daquele Batman era mais individualista, leia-se neo-liberal thatcherista pela criação que, quem sabe, poderia ter tido (?!!) o Nolan de acordo com uma conjectura proposta pelo Araújo, do que todos os outros Batman do cinema?). Texto este que se for publicado por aqui fará com que a Al Quaeda morceguista cace o infiel. Com tudo isso eu já antevia que ele ia rejeitar o “Cavaleiro das Trevas”, não importa o que acontecesse.

    Repito: acho ele um dos melhores críticos do país, e o leio com prazer há um tempão. Mas não posso deixar de apontar isso. E não pessoal, não sou candidato a ombusdman de crítico de cinema. Sou apenas um leitor atento de jornais/jornalistas que me interessam.

    Grande abraço para todos.

    By Anonymous Anonymous, at 9:47 PM  

  • Todo mundo quer mascar Big-Big.

    By Anonymous Tonho da Lua, at 5:08 AM  

  • Caramba! José Wilker, REF, Arnaldo Jabor, SET, Sadovski... o nível aqui tá baixo mesmo.

    By Anonymous Bury, at 5:47 AM  

  • Os apontamentos do josé angelo moraes, são bastante pertinentes. Quem acompanha o inácio a tempos sabe dos seus refluxos de opinião (dias desses ele se retratou por um crítica feita ao filme "o virgem de quarenta anos").

    Mas eu me pergunto se há alguma alternativa ao cinema de autor, coisa que o o inácio realmente se apega com unhas e dentes e que para vc é uma falha de suas críticas. Sei que é um conceito bastante gasto, mas ainda não surgiu outro para combater esse jornalismo cultural,diletantismo travestido de crítica formalista que infesta jornais e revistas.

    E só para esclarecer: gosto muitíssimo do senhor Raul Seixas, apesar de saber que ele não é exatamente uma referência cultural a ser tomada como base. Usei seus versos mais como um xiste de qualquer outra coisa. Afinal, como bem disse Marcel Duchamp: "O público sempre representa a metade da questão". (Espero que a referência satisfaça a vossa senhoria).

    E só para constar: Aqueles que forem falar que o inácio é um imbecil, que ele não entendeu o filme ou que ele é só mais um intelectualóide querendo aparecer as custas da magnitude do filme, por favor faça o favor de ler as mensagens anteriores, ou vão procurar fóruns de quadrinhos para fazer isso, que eu estou de saco cheio do tanta gente indignada.

    By Blogger allegro non troppo, at 8:44 AM  

  • Ps: O inácio elogia até os filmes ruins de gente como o coppola e clint eastwood simplesmente pq mesmo esses são mais interessantes que o grosso do que é feito atualmente, pq não compactua com a mediocridade envernizada de seriedade que o filme do batman representa. Falar bem desses trabalhos menores mostra seu comprometimento com o cinema. E é somente vc dar uma olhada no que passa no cinema para ver que ele faz muito bem em ter tal postura.

    Também não vejo pq não mudar de opinião sobre determinado diretor a partir de certo filme: no caso dos coen ele continua tendo reservas com seus filmes anteriores, assim como veludo e coração selvagem do lynch. E convenhamos que dificilmente o Nolan vai ganhar esse salvo conduto.

    By Blogger allegro non troppo, at 9:10 AM  

  • EU NÃO VOU ENTRAR NO MERITO, DE QUAL CRITICO É O MELHOR, MAS VI NOVAMENTE O FILME E CONTINUO NÃO CONCORDANDO COM O TEXTO DO INÁCIO, COMO DISSE JOSÉ ANGELO MORAES O INÁCIO COSTUMA MUDAR DE IDÉIA, ACHO MUITO DIFÍCIL, JÁ QUE ELE DEIXOU BEM CLARO NÃO GOSTAR DO TRABALHO DE NOLAN.
    É UMA PENA.

    By Blogger CRIKA MARTINS, at 11:00 PM  

  • Pessoal,o Inacio mesmo quando erra tem intuições brilhantes.Nos comentários do Arnaldo Jabor e do Contardo Calligaris podemos ver que o mal,neste novo filme do Batman,é profundo e atraente.Ultimamente estou lendo essa serie que tem o roteiro do Frank Miller,Grandes Astros-Batman e Robin,e tenho constatado que,apesar de ser genial,o Frank tem uma atração morbida pelo sadismo.Confesso que senti náuseas no episódio em que o Coringa assasina uma uma mulher dizendo ser uma forma diferente de amar.Acho que foi isso que o Inácio sentiu e expressou quando escreveu:Dizem que este é o Batman de Frank Miller(e o Coringa também).Talvez seja isso mais que tudo.É um investimento no pior,na baixeza,na podridão.Apesar de tudo isso eu continuo achando um bom filme e algumas cenas dele,como a última de ação no prédio com os falsos refens e medicos,me fizeram pender para um lado bom ou,com queiram,o lado do Batman

    By Blogger jose, at 3:52 AM  

  • This comment has been removed by the author.

    By Blogger Tuca Américo, at 5:09 AM  

  • Nooooosa! Não sabia que fã de quadrinhos era igual torcedor do corintians...Alias, política, religião, futebol e Batman, não se discutem...Apesar de ter gostado muito do filme, concordo em partes com o que o Ilustríssimo Inácio Araujo falou. Algumas coisas me incomodam nesse filme. Sempre achei muito aceptico o Batman Begins, não gostei muito do ator como Batman, mas perfeito como Wayne, tempos depois descobri o porque...ele não acredita no personagem, ao contrário do baixinho Michael Keaton que as vezes pensava ser ele O Batman, loucura? Pode ser, mas para interpretar algo que não existe vc tem que acreditar que ela possa existir...esse é o diferencial dos filmes do Nolan para os demais, ele quer convencer de que o personagem pode existir. Quer torna-lo real, assim como os fãs que ficam se debatendo e debatendo em blogs dizendo "se ele existisse" seria assim, ou assado. Não há essa necessidade de torna-lo real. Se nos detivermos nessa necessidade de torna-lo real perderemos o que o torna os quadrinhos interessante que é uma fuga da realidade, um escapismo. Contaremos o segredo do truque do mágico. Batman é o mais interessante dos personagens de quadrinhos de heróis pois é o que nos representa no meio dos Deuses poderosos, somente com a sua força, inteligência e habilidades. Provando-nos que podemos ser muito mais do que somos. Que podemos fazer a diferença. Há furos no roteiro? Sim! Há muitas falhas no filme? Muitas...mas qual filme de ação não tem? Outra coisa legal no Batman que cada um tem a Sua Visão particular sobre ele...e essa é a visão de Nolan. Não é a minha visão como fã. Não é a visão que gostaria que tivesse, mas no momento é o melhor filme sobre O Batman que saiu até hj.

    By Anonymous Stasiaki, at 5:13 AM  

  • Concordo com Inácio. No dia dia 22 de julho escrevi sobre o filme em meu blog (http://tucaamerico.blogspot.com/2008/07/o-cavaleiro-das-trevas-contra-o-louco.html) onde demonstro minha decepção com o filme... E ainda ouvi de meus amigos que sou "chato", ainda bem que sou...

    By Blogger Tuca Américo, at 5:14 AM  

  • Olha só: Nolan conseguiu o que queria! Despertou a fascistice do público que parece cada vez mais abilolado - e o clichê, tipico, de classificar os críticos como "frustrados", "fãs de cinema argentinos e iranianos"... A imbecilidade do público de cinema é angustiante.

    By Anonymous Anonymous, at 2:44 PM  

  • Acho que as pessoas em sua maioria continuam com a visão distorcida por sua crenças positivas ou negativas e não conseguem enxergar que a repercussão sobre esse filme do homem-morcego é um ótimo estudo sobre a mente humana.Leiam,por favor, os textos na Folha sobre Batman de Contardo Calligaris e Suzana Herculano-Houzel.

    By Blogger jose, at 5:17 PM  

  • Esse investimento no pior, na baixeza e na podridão a que o Inácio Araújo se referiu é uma marca registrada do cinema policial noir. Ou ao menos dos piores filmes do gênero, que glorificam a violência e o cinismo, e apresentam a lei como invariavelmente inepta e corrupta.

    Pedro.

    By Anonymous Anonymous, at 7:11 AM  

  • É o caso, p. ex., de "Los Angeles, Cidade Proibida".

    By Anonymous Anonymous, at 7:12 AM  

  • Acho que o Inácio deveria ler os seguintes textos sobre o filme, que discutem-no de forma mais aprofundada:
    http://www.firstthings.com/onthesquare/?p=1130
    http://oindividuo.com/2008/07/24/notas-sobre-batman/

    By Anonymous Marcio, at 10:16 AM  

  • Marcio,outro texto muito bom sobre o filme é o do Martim Vasques da Cunha na Dicta e Contradicta.Ele elicitou dois fatos:1)O Inácio tem razão quando diz que o filme é reacionário.O filme também dividiu os bons novos expoentes do pensamento conservador como João Pereira Coutinho e o próprio Martim

    By Blogger jose, at 10:51 AM  

  • 2)Christopher Nolan também pode ser defendido com argumentos cinematográficos como fez anonymous ao ligar o filme ao clima policial noir.

    By Blogger jose, at 11:07 AM  

  • chupa meu pau filho da puta

    By Anonymous Anonymous, at 8:26 PM  

  • anonymous não és tu que gostas de chupar isso? xD
    The dark knight é um excelente filme e uma boa adaptação e por mais que voçes digam mal dele nao o vao conseguir mudar!
    Deviam querer outro filme parecido com o do tim burton! nao me façam rir...
    devem ser a malta fanatica pelos filmes da marvel para andarem a dizer muito mal do filme como o fizeram do batman begins.

    Why...so...Serious!!

    By Anonymous AlucarD, at 1:55 AM  

  • "O Cavaleiro das Trevas" não é, definitivamente, um filme de super-heróis. Revela-se, em toda a sua extensão, num complexo policial, negro e terreno, onde a figura de Batman e de The Joker são profundamente humanizadas, onde não existem super-poderes, unicamente vícios e defeitos comuns. E esse (a par da estrondosa interpretação de Ledger) é o grande trunfo do filme.

    By Anonymous AlucarD, at 1:58 AM  

  • Fui assistir ao filme ontem. Puta que pariu, obra de direitaça e insuportavelmente chata.


    Por provocar tanta controvérsia nos fãs do personagem, que parecem ter entrado em curto-circuito com uma opinião bem embasada e justificadíssima, essa crítica do Inácio acaba ganhando ainda mais valor. Melhor análise do filme que vi.

    By Blogger andre, at 6:18 AM  

  • COM A PALARA FINAL INACIO:TODOS NÓS SOMOS,EM ALGUM PONTO,UM TANTO BOÇAIS,MAS DESSAS BESTEIRAS PODE SURGIR A LUZ.

    By Blogger jose, at 9:17 AM  

  • juro que é meu último comentário nessa bodega de discussão sem-sentido.

    sobre o sujeito que disse aquela bobagem sobre cinema noir: mais um que nunca deve ter visto um filme noir de verdade tentando fazer comentários inteligentes. O filme tá mais para filme de ação dos anos oitenta do que para qualquer outra coisa.

    para o anonymous: pelo amor de Deus, não abaixa o nível da discussão.

    E todos aqueles que ainda acham que vai pintar alguma coisa que presta nessa discussão: vão buscar outra coisa para fazer, que isso aqui já encheu.

    By Blogger allegro non troppo, at 11:52 AM  

  • Concordo com o allegro.Quando escrevi palara quis dizer palavra final.Por falar no allegro,agradeço a ele e ao Daniel pelos poucos momentos humanistas desta discussão.

    By Blogger jose, at 7:09 PM  

  • Inácio:
    Repito-me, em todos...
    Com o fim de que me encontres...
    Com abraços do,
    Geronimo.

    By Anonymous Geronimo, at 7:38 AM  

  • A "batcaverna" numa cobertura? Como os batmaníacos, tão exigentes, aceitaram um despropósito desse? Sempre reclamaram de detalhes insignificantes em filmes anteriores, como a mudança da origem da Batgirl no filme de Schumacher.

    By Anonymous Anonymous, at 3:46 PM  

  • Putz, nunca vi tanta merda em um só comentário............vai assistir filme da Xuxa então.

    By Anonymous Anonymous, at 9:54 PM  

  • Puta q pariu, hoje em dia qualquer MERDA é crítico.

    O filme foi mto difícil pra vc entender né seu débil?

    By Anonymous Anonymous, at 1:39 PM  

  • pelo menos se indentifica sua anta, que se pelo qualquer MERDA é capaz de ofender os outros, esta poderia ao menos mostrar a sua cara para os outros.

    By Blogger allegro non troppo, at 5:31 PM  

  • Reinaldo Elisei sua anta....

    O Ra's nos quadrinhos ja sabe que o Bruce Wayne é o Batman.

    Portanto o Ra's e a Liga das Sombras não tem o objetivo algum de falar pra Policia que o Batman é o Bruce.

    No filme o Ra's e os seus capangas querem destruir Gotham(pessoas comuns, Policia corrupta, etc.) pro crime desaparecer totalmente.

    Eles se acham acima da Lei, da Policia, etc.... Porque vc acha que eles dariam satisfação a Policia???

    E em O Cavaleiro das Trevas, o Coringa vai naquela festa em busca do Harvey Dent. No fim o Coringa pega a Rachel de refém pra não apanhar do Batman. Joga ela pela janela, o Batman vai atras dela.... e com isso da tempo do Coringa fugir. E como o Harvey Dent não estava na festa, o Coringa foi embora.


    ENTENDEU ANTA?????

    Patetico alguém criticar algo, quando nem sabe do que esta falando...

    By Anonymous Everton Dias, at 1:21 AM  

  • INÁCIO ARAUJO ..... vc é a anta-mor.

    PRIMEIRO: Bruce Wayne esta morando numa cobertura nesse filme porque a Mansão Wayne foi destruida no primeiro filme(Batman Begins). E se vc não sabe, O Caveleiro das Trevas é continuação de Batman Begins. Havendo um Batman 3, Bruce Wayne vai retornar a morar na Mansão Wayne e veremos uma bat-caverna de verdade tbm.... ANTA!

    Alias se vc prestasse atenção, veria que o Alfred(mordomo do Batman) faz um comentário a respeito.


    SEGUNDO: O Nolan, diretor do flme é ingles e não americano. Portanto comparar Batman com Bush foi extremamente nfeliz da sua parte. Era melhor ter falado que o Batman representava o primeiro Ministro da Inglaterra. Mas acho que vc não é capaz de diferenciar Estados Unidos de Inglaterra.

    Fora que todo pseudo-critico adora falar que Bush e Bin Laden estão respresentados em todo filme americano.

    MEU DEUS! FAÇA UMA FAVOR A HUMANIDADE E SE MATE.... POR FAVOR!

    By Blogger Everton, at 1:32 AM  

  • Opa o comentário acima é meu, mas saiu sem o nome.

    INÁCIO ARAUJO sua ANTA, mais uma coisa:

    Esse novo filme do Batman já faturou mais de 800 milhões, nas bilheterias mundiais. A expectativa é que chegue a 1 bilhão de dolares.

    E somando a venda dos DVDs, a expectativa é que chegue a 2 bilhões.

    Fora o sucesso de público, o filme é sucesso no meio da critica ESPECIALIZADA! Sem contar também que os fãs do Batman adoraram esse filme.

    Ou seja, Nolan vai fazer a Warner faturar algo em torno de 2 bilhões de dolares, fora as otimas criticas.

    E vc INÁCIO ARAUJO?????
    Ja deu um lucro de 2 bilhões de dolares ai pra empresa que vc trabalha e ganhou só elogios pelo seu trabalho???

    É... IMAGINEI QUE NÃO!

    By Anonymous Everton Dias, at 1:41 AM  

  • Opa o comentário acima é meu, mas saiu sem o nome.

    INÁCIO ARAUJO sua ANTA, mais uma coisa:

    Esse novo filme do Batman já faturou mais de 800 milhões, nas bilheterias mundiais. A expectativa é que chegue a 1 bilhão de dolares.

    E somando a venda dos DVDs, a expectativa é que chegue a 2 bilhões.

    Fora o sucesso de público, o filme é sucesso no meio da critica ESPECIALIZADA! Sem contar também que os fãs do Batman adoraram esse filme.

    Ou seja, Nolan vai fazer a Warner faturar algo em torno de 2 bilhões de dolares, fora as otimas criticas.

    E vc INÁCIO ARAUJO?????
    Ja deu um lucro de 2 bilhões de dolares ai pra empresa que vc trabalha e ganhou só elogios pelo seu trabalho???

    É... IMAGINEI QUE NÃO!

    By Anonymous Everton Dias, at 1:41 AM  

  • E vc everton dias, quem pensa que é para deixar essas mensagens estúpidas no blog? Por acaso se deu conta que isto é um site de cinema, e não um maldito fórum de fâs lobotomizados? Provavelmente o inácio lerá isso (se realmente ler) e terá pena de sua alma infeliz.

    E vá ler a crítica especializada e colocar mais alguns dólares no bolso da warner, já que é isso o que realmente importa para o seu cérebro minúsculo, e deixe de importunar, sua mala sem alça.

    By Blogger allegro non troppo, at 4:51 AM  

  • allegro... isso aqui é um site de cinema???? HUhauhauhauauhauahuahua!
    Pausa.... agora ria comigo de novo: Huahuahuahuahuahauhau!

    Vc me chamou de fã lobotomizado???
    Olha eu curto Batman sim, ma sei separar um filme bom, de um filme ruim. Os Batmans de Joel Schumacher foram verdadeiras porcarias!

    Agora os Batmans de Nolan foram as melhores adaptações dos quadrinhos que o cinema ja recebeu.

    O Batman e o Coringa desse filme travam um duelo semelhante A Piada Mortal, uma das melhores historias do Batman de todos os tempos.

    Tanto que essa historia existe muito tempo antes de Bush e Bin Laden.... ai vem um pseudo-critico como o INÁCIO ARAUJO falar que tudo tem que ser comparado a Bush.

    Na moral cara.... isso é clichê gigante de pseudo-intelectual metido a esperto... comparar tudo com o governo Bush. Fora que é um clichê enorme da sua parte me chamar de cerebro minusculo. Vc só fala isso pois não tem argumento valido algum contra esse filme, igual ao INÁCIO ARAUJO.


    Alias o INÁCIO ARAUJO só fez isso com o intuito de aparecer. Isso é clichê batido tbm.

    Ele pensou: "Anhh vou falar mal de um filme bom e que esta fazendo sucesso, vou atrair atenção pra mim, faturar com publicidade no meu blog e pronto."

    By Anonymous Everton Dias, at 5:43 AM  

  • E o pior é que todo jornal que a gente abre, vem esses pseudo-criticos quererem comparar tudo com o Bush.

    Aqui em casa eu assino o Estadão, e la o Jabor tbm fica com essa mania ridicula de querer comparar Batman e Coringa com Bush e Osama.

    Mas pelo menos o Jabor não falou coisas infundadas sobre o filme e ate elogiou.

    Mas por favor, pseudo-criticos e pseudo-intelectuais: Parem com isso. Tem certas horas que isso é patetico. Daqui a pouco vcs estão comparando um penis e uma vagina com Bush e Bin Laden.


    E da proxima vez leiam os melhores confrontos entre Batman e Coringa nas HQ's.
    E saibam que esses confrontos vieram decadas antes de Bush.

    By Anonymous Everton Dias, at 5:55 AM  

  • INÁCIO ARAUJO, outra coisa....

    Gotham City nos quadrinhos ou nas melhores historias de outras midias, sempre foi uma cidade grande americana. Sempre foi a cidade mais corrupta e com o maior indice de criminalidade dos EUA ou do mundo, na ficção.... semelhante a Nova Iorque antes do Tolerância Zero.

    Por favor veja a serie animada do Batman que passa na TV. É uma serie mais seria e adulta, apesar de ser animada. La temos uma Gotham City a beira-mar e com uma mini-estatua da Libertade, como Nova Iorque.

    Ja o Nolan resolveu filmar em Chicago, pra representar a Gotham City do filme. Ja que Chicago era muito parecida com a Ghotam City dos quadrinhos.

    Por favor amigo.... da proxima vez leia as melhores HQ's do Batman antes de fazer uma critica sobre o filme. Se vc lesse as melhores HQ's, descobriria que o Batman de Nolan é a mais fiel adaptação de todos os Batmans.

    By Anonymous Everton Dias, at 6:11 AM  

  • allegro... antes que vc fique com esse seu papinho de que sou controlado pela midia, que meu cérebro é menor que uma ervilha, mi mi m i bo bo bo mu mu mu mu.... me responda.

    Eu quero que vc cite uma adaptação dos quadrinhos que tenha melhor roteiro e trama que Batman - O Cavaleiro das Trevas.

    Vamos discutir com argumentos aqui, ok?

    Vou esperar dormindo vc me responder!!! Vamos la....

    E isso vale pro INÁCIO ARAUJO.

    Por favor, senhores pseudos!

    By Anonymous Everton Dias, at 6:18 AM  

  • INÁCIO ARAUJO... estava relendo o final da sua "critica" e vc disse que esse filme do Batman é um investimento no pior, na baixeza, na podridão.

    Em A Piada Mortal(uma das melhores historias do Batman nas HQ's) o Coringa quer provar que qualquer homem tendo um dia ruim, enlouquece. E pra provar isso, ele deixa Barbara Gordon paralitica e a estupra. Fazendo isso ele queria enlouquecer o Comissario Gordon. No fim, o Batman esta espancando o Coringa. Gordon manda o Batman parar e fala que isso só se resolve pela Lei. E o Comissario Gordon prova que nem o pior dos dias pode enlouquercer um homem. Ja que nessa mesma HQ, o Coringa era um homem comum e vira quem é, após perder a mulher gravida e num mesmo dia cair num tanque de acido. Isso fez ele enloquecer.

    Ja o filme do Batman, prova que no fim, Batman e Comissario Gordon são incorruptiveis e idealistas em relação a um mundo melhor, apesar de qualquer desgraça maior que aconteça. E isso é uma grande lição de moral pra quem assite.

    Fora que as HQ's do Batman procuram ser realistas em relação a criminalidade. E o mundo da criminalidade não é nada bonito.

    Mas vou falar com todo o respeito. Você é um critico totalmente ignorante sobre o assunto que comenta.

    Pra você, Batman é o do Tim Burton ou o Batman da serie dos anos 60. Que no geral são bem bobinhos e sem profundidade alguma.

    AMIGO UM CONSELHO DE VERDADE:
    PROCURE SABER O QUE VOCÊ REALMENTE CRITICA ANTES DE FALAR ALGO!

    E CASO VOCÊ SE INFORMASSE UM POUQUINHO, SABERIA QUE O BATMAN NAS ÚLTIMAS DECADAS SOFREU UMA MUDANÇA NAS HQ'S: FICOU MAIS SERIO E ADULTO.

    Mas é isso ai. Gente desinformada e com segundas intenções só sabe falar besteira.

    By Anonymous Everton Dias, at 7:22 AM  

  • Escrevi esse comentário em outro comentário do site, em resposta a uma pessoa muito mais inteligente e sensata que vc:

    "O problema é outro: é que o espectador já não reconhece nos filmes uma verdade intrínseca. A imagem já não é sintoma de verdade. Ela precisa, portanto, para se afirmar, dessa muleta que é "a realidade", pois, sabendo que o personagem sofreu de verdade, podemos nos comover com aquilo. Se for mera ficção, para que perder tempo?"

    E o que isso se aplica aos batmaníacos? É que simplesmente o sujeito não consegue analisar o filme em sua realidade, e sim como reflexo que se pŕetende fiel a um ícone, a um produto de massa que a partir da década de oitenta tenta se afirmar como produto "sério". Não importa suas implicações dicursivas e estéticas, apenas se o filme guarda certa semelhança com a figura bidimensional e se é bem sucedido em surprender o fã do original.

    Enquanto as outras asneiras que o senhor profere, vou com as respostas que já estou cansado de dar aqui nessa merda de discussão:

    1- o inácio araújo não é um blogueiro qualquer que tenta chamar a atenção com um resenha negativa, ele é um dos maiores críticos de cinema do Brasil, bem melhor que o josé wilker e outros diletantes alienados;

    2- concordo que enxergar implicações políticas em todo e qualquer filme é ridículo, mas se vc ler um pouco melhor o trecho que vc se refere, o critico faz mais uma provocação ao comparar a ''profundida psicológica'' e sua cruzada contra o crime com o comportamento psicótico do presidente, e como a série perdeu a sutileza com a entrada do nolan na direção; (continua...)

    By Blogger allegro non troppo, at 1:40 PM  

  • Everton,sou um dos defensores do Batman de Nolan,mas notei que ele foi contaminado pelo sadismo de Frank Miller e Allan Moore que confundem lucidez com perversão.Confesso que me agrada mais a leveza madura do Neil Gailman.

    By Blogger jose, at 5:06 PM  

  • allegro..... continue ai com o seu mimimi de bonequinho recalcado.

    Esse filme do Batman é uma adpatação perfeita que agrada aos fãs do Batman.

    E tirando esse lado de adaptação e visto só como filme... é um otimo filme que agrada ao publico geral e criticos.

    Inácio Araújo pode ser conhecido, mas existe uma enorme difrerença entre ser conhecido e ser bom.

    E se você se sente ofendido por terem criticando Inácio Araújo por fazer uma critica tão rasa assim, então me responda: quem é Inácio Araújo pra criticar Christopher Nolan ?

    Christopher Nolan vai entrar pra historia como o diretor que fez a adaptação dos quadrinhos que mais faturou em todos os tempos. Fora que o Batman do Nolan é aprovado totalmente por criticos de verdade. Criticos que falam com sinceridade e entendem do assunto.

    Quantos diretores agradam fãs, critica e publico em geral?

    Quem é Inacio pra criticar Nolan??
    Um ninguém?


    E ja falei, lendo essa crtica do Inacio percebe-se claramente que ele não sabe do que fala. É o tipico critico "famoso" que só quer falar mal pra poder aparecer a custa dos outros.

    By Anonymous Everton Dias, at 5:59 PM  

  • allegro.... vou perguntar de novo, já que você não respondeu.

    Me diga uma adaptação dos quadrinhos para o cinema, que tenha um roteiro e tramas melhores que esse filme do Batman.
    Existe isso?

    Por favor, já disse que vou esperar dormindo você me responder.

    Estou esperando...
    Manda o INÁCIO ARAUJO também me responder. Porque já que ele é um critico excelente(Hahahahahahahaha) como você diz, talvez ele tenha a resposta.

    By Anonymous Everton Dias, at 6:05 PM  

  • Everton,enquanto você dorme eu estou aqui vigilante como o Batman.Acho que o Allegro não tem mais saco para essa discussão entre fãs de HQ com nós.Você vai ter que se contentar com a minha opinião.X-men III é o roteiro que tem a coesão interna mais forte entre as adaptaçoes de HQ,porque é feito da tensão entre três tramas poderosas:a morte em vida do Magneto,a libertação de Jean Grey e o destino trágico do Logan.Acho que a escolha que Wolverine tem que fazer é mais terrivel que a do cavaleiro das trevas no filme de Nolan.Apesar de tudo isso o filme dos mutantes aponta para possibilidade de convivência entre os diferentes.É o mesmo clima leveza madura que eu encontro na obra Neil Gailman.E,sendo o cinema o mito em movimento,não devemos esquecer da encarnaçao perfeita do Wolverine em ação que é Hugh Jackman.

    By Blogger jose, at 6:57 PM  

  • Jose...Acho que nem da pra comparar Batman com X-Men III.

    Existem essas boas tramas que vc citou sim, mas nada disso é explorado com tanta intensidade.

    Tanto que em qualquer filme de herois, temos algumas tramas mais complexas, mas que são pouco exploradas. Num visão geral, X-Men III é um bom filme comum de heroi.

    Ja o Batman saiu um pouco da casa do comum. A tensão vai subindo do começo ao fim, não existe momentos de leveza. Fora que os personagens em geral, são bem mais construidos do que em outros filmes de herois.Quase nem existem momentos banais.

    Fora também que o Batman de Nolan, abriu portas pra que adaptações sejam levadas mais a serio .... e isso é ótimo pra todos. Nolan provou que da pra fazer um filme serio de heroi que publico e criticam gostam. E que nem toda adaptação das HQ's precisa ser banal e fraca.

    E vejamos que tem gente indo ja nesse embalo. Em 2010 vai ser lançado um novo Robocop. E em vez de fazerem um Robocop banal , vão fazer um grande filme.... Tanto que chamaram o grande diretor Darren Aronofsky pra dirigir.

    E o caminho tem que ser esse mesmo. Chamar grandes diretores pra cuidar dessas adaptações.

    E ISSO VAI GERAR OTIMOS FILMES!
    Ou será que todo mundo quer ver sempre a mesma banalidadede? Eu acho que não!

    By Anonymous Everton Dias, at 7:53 PM  

  • Fora Jose..... o que custa unir entrentenimento com qualidade?


    Foi isso que Nolan fez com Batman.


    E isso que Darren Aronofsky vai fazer com Robocop.

    Engraçado que o critico desse site deveria gostar de qualidade. Já que supostamente é um intelectual.

    Mas na sua critica, ele fala melhor do Batman do Burton, do que o Batman do Nolan.

    Sendo que o Batman do Nolan tem muito mais profundidade que o Batman do Burton.

    O Burton só chamava atenção pelo visual. Comparando com o Batman de Nolan é ate meio bobinho.

    REALMENTE É O CUMULO DA CONTRADIÇÃO, UM SER SUPOSTAMENTE INTELECTUAL RECLAMAR DO BATMAN DO NOLAN E ELOGIAR OUTROS BATMANS DO CINEMA.

    By Anonymous Everton Dias, at 7:59 PM  

  • Fora Jose..... o que custa unir entrentenimento com qualidade?


    Foi isso que Nolan fez com Batman.


    E isso que Darren Aronofsky vai fazer com Robocop.

    Engraçado que o critico desse site deveria gostar de qualidade. Já que supostamente é um intelectual.

    Mas na sua critica, ele fala melhor do Batman do Burton, do que o Batman do Nolan.

    Sendo que o Batman do Nolan tem muito mais profundidade que o Batman do Burton.

    O Burton só chamava atenção pelo visual. Comparando com o Batman de Nolan é ate meio bobinho.

    REALMENTE É O CUMULO DA CONTRADIÇÃO, UM SER SUPOSTAMENTE INTELECTUAL RECLAMAR DO BATMAN DO NOLAN E ELOGIAR OUTROS BATMANS DO CINEMA.

    By Anonymous Everton Dias, at 7:59 PM  

  • Everton,concordo que este Batman tem um aprofundamento na questão existencial dos personagens em relação as outras adaptações de HQ,mas não devemos esquecer que a trilogia dos X-men foi pioneira em unir diversão,lucro fantástico e qualidade.E,como toda avaliação tem um viés pessoal,talvez tenha identificado no confronto final um roteiro mais marcante por apresentar um aspecto polítco progressista representado discreta e existencialmente na crise com desfecho otimista entre Wolverine e Tempestade.Tive uma sensação parecida com a do Inácio quando vi o filme do Nolan.Parece que ele tem uma tendencia reacionaria que não consegue realizar,pelos menos para mim.Repito,para finalizar,adorei o resultado final do Batman do Nolan,mas tenho de reconhecer que ele tenta ser reacinário e,às vezes é chato.

    By Blogger jose, at 3:30 AM  

  • mimi de bonequinho mimado... realmente ninguém pode falar que vc não seja criativo.

    Quanto a sua pergunta: realmente não preciso citar um filme de super-herói que seja melhor que o filme do batman, pois esse é um dado desnecessário para se fazer uma crítica de cinema, assim como não é preciso conhecer o cavaleiro das trevas ou o sin city do frank miller para concluir que os filmes em questão são deploráveis. Como dito na postagem anterior: Ninguém é mais capaz de analisar um filme em sua particularidade, somente quando é confrontado com outra realidade particular.

    Mas já que em seu chororô de anta hidroencéfala provavelmente vc não aceitará meu argumento, digo que o superman returns é bem mais agradável e cinematograficamente consistente que seu irmão morcegóide.

    E outra: desde quando filme de super-herói virou gênero cinematográfico? Desde de quando um filme da warner precisa de defensores tão ardorosos?

    E procure aprender uma coisa com o jose, que busca argumentos filmícos para defender o filme, não idéias mastigadas de fóruns de quadrinhos para azucrinar os intelectualóides que frequentam o site a tempos e gostam das críticas do inácio.

    By Blogger allegro non troppo, at 6:05 AM  

  • Alegro,acho que o Bryan Singer infundiu a mesma densidade imagética e alegórica no seu Superman e nos X-men.Cineastas como ele e o Sam Raimi contribuiram para construir o que,para mim,se revelou um novo genero de filmes: uma mescla de ficçao cientifica,realismo fantastico e mitologia(cinema,além de montagem, é mito em movimento) que eu encontrava como esboço nas páginas de HQ e em alguns filmes dos anos 80 como Fuga de Nova York do Carpenter.O Batman confirma um ciclo de consistencia com altos(Homem de Ferro) e baixos(Demolidor).Por isso,Everton,considero a Trilologia X-men a mais importante da adaptações de HQ.Ali se deu o salto mais dificil,apesar de ter parecido simples.

    By Blogger jose, at 8:39 AM  

  • allegro.... primeiramente eu não fico em fóruns de quadrinhos e não fico lendo revistinha do Batman. Eu apenas gosto de Batman, mas vejo qualquer outro tipo de filme.

    Segundo, se o filme é tão ruim porque você esta aqui perdendo seu tempo? Por que o Inacio perdeu o tempo dele?

    E fala sério, Sin City e esse filme do Batman não tem nada a ver. Sin City é uma transposição de uma HQ que tem violência estilizada com um certo tipo de critica. O filme do Batman é algo totalmente diferente de Sin City.

    Você perguntou desde quando esse filme do Batman precisa de defensores tão ardosos? Me diga então o porque INÁCIO ARAUJO criticou de forma tão rasa e patética Batman Begins e O Cavaleiro das Trevas? Se ele não gostou(fingimento) de Batman Begins pra que foi assistir a sequência? Pra que perder tempo assim??? Pelo que disse, ele esperava um Batman mais bobinho que nem do Burton.... ai como ele foi pego de surpresa, porque um filme de heroi foi mais intenso e complexo, agora ele chora?

    Aposto que se esse filme tivesse pessoas comuns no lugar de Batman, Coringa e anunciassem antes que fosse um flme serio, o Inacio falaria muito bem do filme. Fora que nas criticas do Inacio tem coisas infantis demais .... Existem questões que estão explicitamente explicadas nos filmes, mas o mesmo insiste em ficar colocando isso em suas criticas pra tentar falar mal do filme mais ainda. Portanto falo que isso é mais uma total dor de cotovelo da parte do Inacio.

    Você disse que não podemos analisar um filme particularmente se compararmos com outro. Mas ja no começo da sua critica, Inacio comparou esse Batman com o de Burton, em vez de analisar somente o filme do Nolan. Quer dizer então que o Inacio pode fazer isso e eu não?

    E já que o Inacio fez, então vou perguntar pela terceira vez: qual filme de heroi tem uma trama e roteiros melhor que Batman, O Cavaleiro das Trevas????

    By Anonymous Everton Dias, at 1:46 PM  

  • Pronto concordo com vc Inácio! Td o que vc falou estou dizendo em uma comunidade no orkut:http://www.orkut.com.br/Community.aspx?cmm=17747887
    Está sendo o tópico mais comentando na comunidade! Entre lá para debater tb! Agradeço!

    By Blogger Rafael Freitas, at 6:11 PM  

  • Só pode ser pegadinha...

    By Anonymous Anonymous, at 8:05 PM  

  • 'quem é Inácio Araújo pra criticar Christopher Nolan ?
    '

    alguém que está a 40 anos no ramo e sabe distinguir os grandes cineastas como john ford, coppola, de palma etc...

    Eu vi O grande truque e o nolan nem é aresão que preste ainda, quanto mais grande cineasta.

    E realmente everton, chamar pessoass como vc de lobotomuizado chega a ser óbvio, e seus comentários são típicos de um lacaio do pensamento único, que usa argumentos do tipo' a maioria gostou, então só pode ser bom'.

    Portanto retire o que você falou do inácio e poupe-nos de seus comentarios, vá ler ou ver algo que preste antes de falar mal do inácio.duvido que tenha visto 10 filmes que prestem em toda sua vida.

    By Anonymous david, at 9:25 PM  

  • 'Eu vi O grande truque e o nolan nem é aresão que preste ainda, quanto mais grande cineasta.'


    corrigindo, artesão.

    By Anonymous david, at 9:26 PM  

  • david.... eu nao estou usando o chavão de que "a maioria gostou", pra defender esse Batman.

    E pare de querer dar uma de pseudo-intelectual esperto e querer me chamar de lobotomizado. Coisa mais patética da sua parte.

    Me diga quantos filmes Nolan fez e me diga quantos filmes o pobre Inacio fez.

    E o Inacio é tão raso, que disse aqui que gostou do Batman do Burton que só tem visual e mais nada. E que odiou o Batman do Nolan que já tem mais conteudo.


    HUahuhauauahuahuaha!
    Por favor riam comigo de novo:
    HUahuhauauahuahuaha!
    HUahuhauauahuahuaha!

    Que especie de critico é esse?
    Que especie de critico, gosta de um filme só visual e odeia um filme que tenha mais conteúdo?

    E vocês defensores do Inacio são mais superficiais ainda. Por favor parem com essas frases feitas horrorosas. Meus olhos já queimam só de ler essa critica patetica desse site. Critica sem argumento e profundidade alguma.

    By Anonymous Everton Dias, at 10:18 PM  

  • Outra coisa.
    Inacio em sua critica fala que o Coringa de Nolan é um serial killer psicopático. E critica totalmente esse jeito do Coringa.

    Inacio em sua critica elogiou o Batman de Burton.
    Só que o Coringa de Burton, também é um serial killer psicopático e ele se esquece disso.
    Parece que o Coringa virou isso só nas mãos de Nolan e o Inacio não gostou?

    O Coringa de Burton mata 2 chefões da mafia, 1 policial corrupto, mata sua parceira, mata varios capangas indiretamente, mata varias pessoas em Gotham com aquele produto que deixava as pessoas rindo. Isso é o que? Não é um serial killer psicopático???


    E o pior das bobagens do Inacio.
    Ele fala que depois de Burton, os outros Batmans(de Joel Schumacher) são mais agradaveis do que o Batman de Nolan!




    POR FAVOR!!!! ALGUÉM DE UM TIRO NA MINHA CABEÇA E ME MATE LOGO!!!!

    Como alguém pode achar os Batmans de Joel Schumacer bom???? Foram filmes totalmente superficiais, sem um pingo de historia, o publico odiou, a critica detestou... fora que isso afundou durante 10 anos a fraquia Batman nos cinemas!!!!

    COMO RESPEITAR ALGUÉM QUE FALA BEM DOS BATMANS DE JOEL SCHUMACHER???


    Por favor Meu Deus? Como vc coloca essas amebas no mundo?????

    Daqui a pouco o Inacio vai falar que o Uwe Boll tbm é bom!

    POR FAVOR, falem que eu estou sonhando... isso não pode ser verdade!!!!

    By Anonymous Everton Dias, at 10:39 PM  

  • Vamos voltar a carga novamente... (ps: Diego, PELO AMOR DE DE DEUS TIRA ESSA POSTAGEM DO BLOG, QUE ESSA DISCUSSÃO NÃO FAZ MAIS NENHUM SENTIDO: ESTOU CANSADO DE FANBOYS METIDOS A ESPERTOS):

    "Segundo, se o filme é tão ruim porque você esta aqui perdendo seu tempo? Por que o Inacio perdeu o tempo dele?"

    No meu caso em particular: eu simplesmente fico revoltado com tamanha cretinice da sua parte: Já o Inácio, como alguém que leva o cinema realmente a sério indentificou elementos que aproximam o filme de uma corrente de filmes americanos independentes (nesse caso, o termo utilizado como gênero) que se utilizam de um discurso "filosófico" para ganhar um verniz de autoridade, como os filmes antigos do David Fincher.


    "Você perguntou desde quando esse filme do Batman precisa de defensores tão ardosos? Me diga então o porque INÁCIO ARAUJO criticou de forma tão rasa e patética Batman Begins e O Cavaleiro das Trevas? Se ele não gostou(fingimento) de Batman Begins pra que foi assistir a sequência? Pra que perder tempo assim??? Pelo que disse, ele esperava um Batman mais bobinho que nem do Burton.... ai como ele foi pego de surpresa, porque um filme de heroi foi mais intenso e complexo, agora ele chora?"

    Acho que ele foi ver essa merda de filme siplesmente por que é um crítico de cinema que trabalha para um grande jornal e que provavelmente é pago para ver filmes que não gosta (ô profissãozinha ingrata...)

    By Blogger allegro non troppo, at 5:11 AM  

  • Você disse que não podemos analisar um filme particularmente se compararmos com outro. Mas ja no começo da sua critica, Inacio comparou esse Batman com o de Burton, em vez de analisar somente o filme do Nolan. Quer dizer então que o Inacio pode fazer isso e eu não?

    Caso vc não seja um analfabeto funcional ou que então não tenha lido direito meu comentário: Estou falando de outras "mídias" que não sejam filmes, como quadrinhos e livros. Um crítico DEVE comparar filmes com outros filmes, coisa que realmente vc não tem a capacidade de fazer.

    Que especie de critico é esse?
    Que especie de critico, gosta de um filme só visual e odeia um filme que tenha mais conteúdo?

    Acho que vc confunde conteúdo com pretensão, meu caro. E o Tim Burton investe em um viusal gótico e no aspecto fantástico do personagem simplesmente por que O BATMAN É ALGUÉM QUE VESTE UMA FANTASIA DE MORCEGO E SAI PELA NOITE DANDO PANCADA EM ASSALTANTES DE BANCO! Por mais que o Frank Miller tenha trabalhado essa aura noir
    que o personagem tem, esse não é o único jeito de abordar o personagem.
    Realmente não posso falar muita coisa a respeito do batman do burton, pois faz muito tempo que não os revejo. Mas considerando os seus últimos filmes realmente não dá para dizer que seus filmes sejam só artíficios visuais.

    By Blogger allegro non troppo, at 5:28 AM  

  • "david.... eu nao estou usando o chavão de que "a maioria gostou", pra defender esse Batman."

    Make me laugh, everton, make me laugh.

    Aposto que se esse filme tivesse pessoas comuns no lugar de Batman, Coringa e anunciassem antes que fosse um flme serio, o Inacio falaria muito bem do filme. Fora que nas criticas do Inacio tem coisas infantis demais .... Existem questões que estão explicitamente explicadas nos filmes, mas o mesmo insiste em ficar colocando isso em suas criticas pra tentar falar mal do filme mais ainda. Portanto falo que isso é mais uma total dor de cotovelo da parte do Inacio.

    Que coisas infantis tem na crítica dele, everton? Mostre-as e eu terei o prazer de esfregar na sua cara a sua estupidez. E não venha me dizer que eu tenho que ver o primeiro filme para entender o fino gênio do Nolan, que só por esse filme dá para ver que ele não passa de um capataz tentando ganhar bilhões de dólares à custa da ingenuidade de uma turba de nerds carentes por blockbusters de impacto.

    Qualquer coisa é só deixar mais uma postagem ridícula, que eu terei o prazer de rebater seus argumentos tortos, seu vassalo da Warner.

    By Blogger allegro non troppo, at 5:38 AM  

  • Everton,não sei porque o preconceito com o pouco de luz e cor que o Schumacher colocou no Batman.Nem só de trevas vive um homem.E as mulheres dos filmes dele são mais atraentes e espertas.Torço para que no próximo filme do Nolan apareça uma gata para animar a festa.

    By Blogger jose, at 1:32 PM  

  • allegro...

    Primememte sua ignarância me faz dar risadas aqui.

    O Nolan em seu Batman não utliza de "discurso "filosófico" para ganhar um verniz de autoridade."

    O estilo do Nolan de fazer um filme sempre foi assim, desde que nasceu... basta conhecer o minimo de cinema pra saber.
    Mas como sua ignorância é tanta, você vai dizer que o Nolan quis inventar isso pro Batman e especificamente nesse filme.

    SANTA IGNORÂNCIA.

    Mais uma burrice sua: Esse Batman não foi projetado pra faturar bilhões. Tanto que o Nolan em sua vida nunca fez um filme pipoca ou banal. Basta vc mesmo assistir esse Batman pra ver que não existem banalidades, efeitos de computação grafica, nem historinha bobinha... e todos esses detalhes são de filmes pipocas pra faturar bilhões. O Batman de Nolan não tem absolutamente nada disso.

    Esse Batman foi projetado pra ser um filme com conteudo e não mais um filme banal. Tanto que a Warner, cogitou Darren Aronofsky, Nolan e outros diretores mais serios antes de reiniciar a franquia Batman nos cinemas. Ai acabou optando por Nolan.

    Se a Warner tivesse pensando em filme pipoca, banal, pra faturar bilhões: chamaria Joel Shcumacher de novo, Michael Bay ou algo do tipo.

    MAS NÃO! A Warner queria fazer um filme sério, reerguer o Batman que o Schumacher destruiu.

    PORTANTO PARE DE SER IGNORANTE E FALAR QUE ESSE BATMAN FOI PROJETADO PARA FATURAR BILHÕES.

    Se fosse assim então, Batman Begins tbm teria faturado alto. Só que a sequência de Batman Begins foi tão boa, o rteiro e a trama foram tão envolventes, que isso que fez o sucesso do filme.

    Até o Nolan disse numa entrevista no Japão: "Estou surpreso com essa bilheteria tão grande"... o proprio ficou surpreso porque sabe que esse Batman não foi projetado pra faturar tanto.

    AGORA CONTINUE NA SUA IMENSA IGNORÂNCIA E PASSANDO VERGONHA, FALANDO DE ALGO QUE NÃO SABE.

    By Anonymous Everton Dias, at 2:29 PM  

  • uau, só pode-se criticar alguem se fizer um número de filmes semelhante, então vc jamais poderá críticar sidney.j.furie, michael winner e albert pyun(que fez a adaptação do capitão américa). Ridículo, inácio é crítico , já até fez filme, dirigiu, montou sim senhor.

    Bom, e vc falando sobre o burton só prova que é lobotomizado,fazendo esqueminha visual de risada que só denunciaa própria esquizofrênia. Convenhamos, argumento do tipo 'estou fazdno chacota de vc' é coisa de primário.Defina conteudo, pq o do nolan teria mais que o do burton?O inácio gosta do burton justamente por reconhecer um ponto de vista,uma visão de mundo além da bela fotografia.

    Vc e esse pessoal que vem xingar o inácio só por causa da crítica ao batman(não necessáriamente quem gosta do filme, as vezes coisas boas atraem fãs idiotas) é tudo manada mesmo, não posso dar um tratamento além disso.

    By Anonymous david, at 2:58 PM  

  • uau, só pode-se criticar alguem se fizer um número de filmes semelhante, então vc jamais poderá críticar sidney.j.furie, michael winner e albert pyun(que fez a adaptação do capitão américa). Ridículo, inácio é crítico , já até fez filme, dirigiu, montou sim senhor.

    Bom, e vc falando sobre o burton só prova que é lobotomizado,fazendo esqueminha visual de risada que só denunciaa própria esquizofrênia. Convenhamos, argumento do tipo 'estou fazdno chacota de vc' é coisa de primário.Defina conteudo, pq o do nolan teria mais que o do burton?O inácio gosta do burton justamente por reconhecer um ponto de vista,uma visão de mundo além da bela fotografia.

    Vc e esse pessoal que vem xingar o inácio só por causa da crítica ao batman(não necessáriamente quem gosta do filme, as vezes coisas boas atraem fãs idiotas) é tudo manada mesmo, não posso dar um tratamento além disso.

    By Anonymous david, at 2:58 PM  

  • 'Esse Batman não foi projetado pra faturar bilhões.'

    Foi sim, feito pra ganhar cannes é que não foi. Mas o fato de ser feito pra ganhar milhões não exclue a hipótese de ser bom.Assim co o tem porcaria feita pra ganhar cannes. O problema é que vocês não saem do mundinho da média cultura(cultura de massa querendo ser séria) e nem se permitem experimentar coisas além disso, e não permitem os outros também.

    By Anonymous david, at 3:05 PM  

  • allegro... outra coisa.
    Você que deve (des)conhecer cinema, deve saber o que é o Framboesa de Ouro.

    Vc sabe que isso é o contrário do Oscar lá nos EUA.


    Pois bem, Batman Eternamente e Batman & Robin ganharam esse prêmio lá, na categoria de pior filme do ano.

    E você sabe que pra ganhar isso, tem que ser um filme bem horroroso.

    Agora o Inácio defende esses filmes do Schumacher e quer falar mal dos filmes do Nolan. Você não acha que ele sofre de algum disturbio pra falar essas coisas?

    Sinceramnete, eu sei o que o Inácio esperava do Batman ao entrar nos cinemas: Esperava que fosse mais um filme banal de heroi, com historinha bobinha, visual estilizado de mau gosto, aonde no fim o herói salva a mocinha, com classificação de idade na faixa dos 5 anos.

    Só que o Inácio foi pego de supresa. Nunca imaginou na vida que um suposto blockbuster pudesse também ser um filme com conteúdo.

    Fora também que como é muito sensivelzinho, queria ver um Batman e um Robin de mamilos, tudo num estilo drag queen.

    Mas como o Nolan tirou essas coisas do filme e resolveu investir em conteúdo, no lugar da banalidade... Inácio deu chilique e pirou.

    SINCERAMENTE: Não entendo como um critico(hahahaha esse passa longe de ser um critico mesmo)de cinema pode falar tão bem da banalidade sem sentido e criticar o conteúdo.

    SINCERAMENTE: Não entendo como alguém pode gostar de Batman Etermnamente e Batman & Robin.... e ao mesmo tempo criticar Batman Begins e O Cavaleiros das Trevas.

    Alguém me explica isso????
    Que eu saiba, SUPOSTAMENTE criticos são seres com um nível intelectual maior que gostam de filmes com conteúdo. Ja o Inácio aqui gosta de Batman & Robin...


    Huhauhauahuahuahuahuahau!

    E vou citar aqui a cena mais dramatica e com mais conteúdo de Batman & Robin:

    ROBIN FALANDO PARA O BATMAN:
    "Por que só você tem seu bat-sinal no céu, quero o meu também. Assim não fico mais com você! Tchau!"

    Esse foi a cena mais intensa do filme do Batman que o Inacio gostou. Momento tenso hein??

    Hahahahahahahaahahaha!
    Aposto que quem ta lendo isso, riu.
    Hahahahahahahahahaa,desculpa eu rir de novo, mas isso é muito engraçado.

    Parece um casal de namorados brigando e mais nada.


    Parabéns Allegro e Inácio!
    Além de fazerem pose de ridiculos pseudos-criticos e e pseudos-intelectuais, desconhecem totalmente sobre o assunto do qual falam e ainda tem a coragem de dizer que o Batman de Schumcher é bom e o Batman de Nolan é ruim.

    ISSO SIM É O CUMULO DO RIDÍCULO E DA MEDIOCRIDADE. QUEM AQUI TEM CÉREBRO DE ERVILHA MESMO????

    By Anonymous Everton Dias, at 3:13 PM  

  • Everton,o Joel Schumacher tentou fazer um Batman que não deixasse um sabor amargo no fim e isso deixou o filme um pouco morno,embora eu tenha gostado mesmo assim.Depois de um debate ferrenho e elegante com o Allegro cheguei a conclusão que o Nolan conseguiu um cavaleiro da trevas de clima quente e ao mesmo tempo leve sem querer.Explico:ele colocou a chatice filosófica dos seus filmes anteriores e chamou algum action maker fã do John Woo para coreografar as cenas de ação.Sem querer,repito,ele criou um contraste que ressaltou a solidez vibrante da imagem de um mito chamado Batman.

    By Blogger jose, at 3:42 PM  

  • david....

    Cara vc tem algum problema?
    Cultura de massa querendo ser séria? Do que você esta falando?

    Nossa por favor, pare.
    Que coisa mais ridícula.
    Pare logo ou você vai se perder nesse seu papinho de intelectual.


    Primeiramente, Batman é um personagem que a massa conhece sim.
    Isso ninguém pode negar.

    Agora você esta confundindo as coisas. Só porque Batman é um personagem da massa, não necessariamente ele precisa ser banal. Vendo a série do Batman dos anos 60, Batman do Schumacher e até mesmo um pouco do Batman do Burton, ele parace ser bem banal ou um pouco banal. Mas o Batman original das últimas décadas sempre foi sério, complexo, violento, etc...


    PORTANTO NÃO VENHA DIZER QUE A CULTURA DE MASSA QUER SER SÉRIA e MI MI MI BO BO BO BU BU BU...

    Até porque vocês aqui, que eram para serem sérios e razoáveis, estão sendo patéticos e ridículos.

    O Nolan simplesmente quis trazer um pouco dessa seriedade do Batman original para as telas e deu certo. Antigamente os grandes estudios tinham medo de investir na seriedade original de personagens da massa. Agora Nolan abriu caminho pra isso. E tomara que seja assim mesmo. Porque ficar vendo sempre as mesmas adaptações banais é um pé no saco.

    Já vocês estão aqui fazendo o contrário. Acham que personagens poulares precisam ser banais. Se um personagem popular fica sério(e Batman originalmente sempre foi sério), ja vem os recalcados falar que não pode, que a massa quer ser séria, etc... QUANTA BOBAGEM ABSURDA!!!

    Se vocês não estão preparados pra serem intelectuais, por favor não sejam.

    Porque ser um intelectual despreparado da nisso... um mar de bobagens e inutilidades ditas.

    By Anonymous Everton Dias, at 3:49 PM  

  • david...

    E pare de falar a bobagem que esse Batman foi projetado pra faturar bilhões.

    Filmes projetados pra faturar bilhões tem os seguintes fatores:

    - historinha leve;
    - clima leve;
    - milhões de efeitos especiais feitos no computador;
    - final feliz;
    - um clima meio fantasioso;
    - camera lenta pra cenas de ação;
    - supervalorização das cenas de ação ou cenas mais incriveis;
    - final com uma incrível cena de ação;
    - fora que se fosse assim, o Batman usaria um lindo carro esportivo pro publico achar lindo.



    Já o Batman de Nolan:
    - não tem uma historinha leve;
    - não tem clima leve;
    - não possue nada de efeitos especiais feito no computador. No maximo uma cena ou outra;
    - final nada feliz;
    - clima realista e não fantasioso... não da alivio para o publico com coisinhas bobas e imagens bonitas.
    - cenas de ação todas rapidas, tem vez que nem da pra ver o que acontece, justamente porque Nolan não gosta de dar muito valor as cenas de ação.
    - final do filme termina com dialogos, um discurso e uma reflexão.
    - O Batman usa um tanque, o que esteticamente não agrada muito aos olhos do publico.


    Se esse filme fosse projetado pra fazer bilhões, Batman Begins tbm teria feito. Mas não, foi mal nas bilheterias. E O Cavaleiro das Trevas só foi sucesso de publico por causa da trama e roteiro.

    Homem Aranha, Piratas do Caribe foram sim filmes pra afzer dinheiro. Tanto que toda a trilogia faturou bem.


    Já Batman passa longe disso.
    Portanto não fale o que não sabe.
    Vc e muitos desinformados simplesmente estão confundindo o Batman(personagem da massa), com a proposta(seria e nada banal) do Nolan para o filme.

    E isso não tem absolutamente nada a ver... Supostamente vocês aqui, deveriam ser inteligentes e não confundir as coisas. Mas ta dificil...

    By Blogger Everton, at 4:12 PM  

  • Jose, nos filmes do Nolan não existe chatice filosófica.

    Ele apenas da total atenção pra trama, roteiro e deixa um pouco de lado a supervalorização do visual.

    By Anonymous Everton Dias, at 4:17 PM  

  • Everton,você disse duas frases que reforçam a possibilidade de outra pessoa ter pensado as cenas de ação do Batman do Nolan:1)"Nolan não gosta de dar muito valor as cenas de ação".2)Ele"deixa um pouco de lado a supervalorização do visual".Queria insistir eu outro ponto:quem abriu o caminho da seriedade no trato dos personagens de massa da HQ foi Bryan Singer.O Nolan está só surfando nessa onda.E,por último,o Batman de Nolan foi sim projetado para faturar milhões assim como o Homem de Ferro e os dois são bons.

    By Blogger jose, at 6:32 PM  

  • P.S.:O final do filme é feliz sim.Note as palavras do Comissário Gordon descrevendo um herói e confortando seu filho(um dos únicos momentos as palavras são úteis e não filosofia chata).

    By Blogger jose, at 6:45 PM  

  • José..... se o Batman de Nolan foi projetado pra fazer milhões, porque Batman Begins não fez sucesso nas bilheterias e O Cavaleiro das Trevas sim?

    Normalmente uma trilogia projetada pra fazer sucesso, faz sucesso com seus 3 filmes.

    Esse Batman nunca foi projetado pra chegar na casa dos 800milhões de bilheteria. Mas chegou porque as pessoas gostaram do filme e foram falando de boca em boca. Fora que o filme causa o fator replay. Eu mesmo, antes do filme estreiar, pensei que Batman faria menos bilheteria ate mesmo que Homem de Ferro. Pois é um filme sem efeitos de computador, com uma seriedade e qualidade acima da media dos filmes do genero. Nolan e Warner pensavam o mesmo.

    Sobre o Bryan Singer.... o X-Men dele é mais leve que o Batman de Nolan com certeza. No Singer temos momentos que aliviam o clima mais pesado. Até o clima mais fantasioso da uma quebrada nisso.

    Ja no Batman do Nolan não existe isso. A coisa vai ficando mais intensa e tensa sem escapatoria alguma para o público.

    E o final não é nada feliz.
    O Batman perde o amor de sua vida.
    O Batman perde a unica esperança de deixar de ser o Batman e ter uma vida normal, com a tragédia que acontece com Harvey Dent.

    A uncia coisa boa que o final do filme passa, é que Batman e Comissário Gordon apesar de todas essas desgraças, vão continuar pra sempre com o idealismo de fazer justiça sobre qualquer circunstâncias.

    Bom também antes desse filme o Nolan falou: "As coisas para o Batman vão piorar muito antes de começar a melhorar"

    E pelo que falaram, Coringa e Duas-Caras também estariam no teceiro filme. Sendo que aqui veriamos o julgamento do Coringa. Mas como o Ledger morreu não da pra saber como vai ficar... ou se isso era só boato mesmo.

    E esses 2 primeiros filmes mostram ainda o começo do Batman, então é natural as coisas não ocorrerem muito bem.

    E pelo que o Nolan disse bem antes, é provavel que em Batman 3 vejamos essas melhoras. Ai talvez o final do terceiro filme tenha um final mais feliz. Mas o teceiro filme nem é garantido, então vai saber também.

    Só em setembro saberemos....

    By Anonymous Everton Dias, at 7:53 PM  

  • 1)Um filme ter sido projetado para ganhar milhões não garante que ele vai fazer sucesso.2)uma obra de arte pode ser bastante séria e ao mesmo tempo leve como as HQs do Neil Gailman e os filmes do Robert Altman-veja ou reveja M.A.S.H.3)A única felicidade nesta vida é encontrar alguém que reacenda a nossa chama de idealismo apesar das desgraças que nos acontecem.

    By Blogger jose, at 3:06 AM  

  • P.S.:Se o cinema é o mito em movimento,ele é o lugar dos sonhos em acão.Esse lugar na HQ é Sandman do Gaiman.

    By Blogger jose, at 3:33 AM  

  • Sabe Everton, chego a ter pena de vc, tá parecendo mais um doberman que alguém que tenta expor suas idéias. Essa discussão é ridícula, pois para haver um mínimo de diálogo deve-se compreender o lado que se ataca. Minha discussão com o jose foi produtiva pois ele conhece as idéias do inácio e procurou elaborar argumentos condizentes, sem querer impor suas idéias só na base da força.

    Mas já que vc gosta de ser estúpido e arroagante, vamos ao segundo round:

    O estilo do Nolan de fazer um filme sempre foi assim, desde que nasceu... basta conhecer o minimo de cinema pra saber.
    Mas como sua ignorância é tanta, você vai dizer que o Nolan quis inventar isso pro Batman e especificamente nesse filme.

    Nesse ponto vc tem razão everton: O Nolan foi sempre sempre foi um diretor fraco. Tanto que o jose teve que admitir que as qualidades que ele vê no filme não se devem a direção do britânico;

    Mais uma burrice sua: Esse Batman não foi projetado pra faturar bilhões. Tanto que o Nolan em sua vida nunca fez um filme pipoca ou banal. Basta vc mesmo assistir esse Batman pra ver que não existem banalidades, efeitos de computação grafica, nem historinha bobinha... e todos esses detalhes são de filmes pipocas pra faturar bilhões. O Batman de Nolan não tem absolutamente nada disso.

    Tenho que concordar que nolan é um diretor bem intencionado, tentando ir na contramão do que é feito. Mas a maneira com que ele leva isso a tela é bastante falha. Engana quem vai ao cinema no fim de cinema, mas não a quem leva a arte a sério;

    Agora o Inácio defende esses filmes do Schumacher e quer falar mal dos filmes do Nolan. Você não acha que ele sofre de algum disturbio pra falar essas coisas?

    Aí vc está estrapolando, everton. Ele só disse que as coisas fluíam melhor nos filmes do schumacher, não que eles são bons. E nesses filmes não vemos a filosofices que abundam nos filmes posteriores.
    Na minha opinião, os filmes do Schumacher são tão ruins quanto os do nolan. ponto.

    Só que o Inácio foi pego de supresa. Nunca imaginou na vida que um suposto blockbuster pudesse também ser um filme com conteúdo.

    Isso é uma das coisas que tiram o inácio do sério: filmes pretensiosos, que investem em perfumaria para se venderem, caso do beócio do Nolan (gosto quando ele mete o pau nos filmes do Wong Kar Wai). Foi justamente quando ele viu que o novo batman "investia em conteúdo" que ele ficou puto.


    O Nolan simplesmente quis trazer um pouco dessa seriedade do Batman original para as telas e deu certo. Antigamente os grandes estudios tinham medo de investir na seriedade original de personagens da massa. Agora Nolan abriu caminho pra isso. E tomara que seja assim mesmo. Porque ficar vendo sempre as mesmas adaptações banais é um pé no saco.

    Que eu saiba os grandes estúdios tem medo de perder dinheiro, everton. Se fizerem um filme que mostra um pedaço de merda flutuando no tietê por duas horas, certamente haverá uma leva de filmes com variações acima do tema.
    Mas tomara que vc tenha razão, e que pelo menos nessa seara de filmes de super-heróis possammos ter filmes mais interessantes.

    By Blogger allegro non troppo, at 5:54 AM  

  • Sabe Everton, chego a ter pena de vc, tá parecendo mais um doberman que alguém que tenta expor suas idéias. Essa discussão é ridícula, pois para haver um mínimo de diálogo deve-se compreender o lado que se ataca. Minha discussão com o jose foi produtiva pois ele conhece as idéias do inácio e procurou elaborar argumentos condizentes, sem querer impor suas idéias só na base da força.

    Mas já que vc gosta de ser estúpido e arroagante, vamos ao segundo round:

    O estilo do Nolan de fazer um filme sempre foi assim, desde que nasceu... basta conhecer o minimo de cinema pra saber.
    Mas como sua ignorância é tanta, você vai dizer que o Nolan quis inventar isso pro Batman e especificamente nesse filme.

    Nesse ponto vc tem razão everton: O Nolan foi sempre sempre foi um diretor fraco. Tanto que o jose teve que admitir que as qualidades que ele vê no filme não se devem a direção do britânico;

    Mais uma burrice sua: Esse Batman não foi projetado pra faturar bilhões. Tanto que o Nolan em sua vida nunca fez um filme pipoca ou banal. Basta vc mesmo assistir esse Batman pra ver que não existem banalidades, efeitos de computação grafica, nem historinha bobinha... e todos esses detalhes são de filmes pipocas pra faturar bilhões. O Batman de Nolan não tem absolutamente nada disso.

    Tenho que concordar que nolan é um diretor bem intencionado, tentando ir na contramão do que é feito. Mas a maneira com que ele leva isso a tela é bastante falha. Engana quem vai ao cinema no fim de cinema, mas não a quem leva a arte a sério;

    Agora o Inácio defende esses filmes do Schumacher e quer falar mal dos filmes do Nolan. Você não acha que ele sofre de algum disturbio pra falar essas coisas?

    Aí vc está estrapolando, everton. Ele só disse que as coisas fluíam melhor nos filmes do schumacher, não que eles são bons. E nesses filmes não vemos a filosofices que abundam nos filmes posteriores.
    Na minha opinião, os filmes do Schumacher são tão ruins quanto os do nolan. ponto.

    Só que o Inácio foi pego de supresa. Nunca imaginou na vida que um suposto blockbuster pudesse também ser um filme com conteúdo.

    Isso é uma das coisas que tiram o inácio do sério: filmes pretensiosos, que investem em perfumaria para se venderem, caso do beócio do Nolan (gosto quando ele mete o pau nos filmes do Wong Kar Wai). Foi justamente quando ele viu que o novo batman "investia em conteúdo" que ele ficou puto.


    O Nolan simplesmente quis trazer um pouco dessa seriedade do Batman original para as telas e deu certo. Antigamente os grandes estudios tinham medo de investir na seriedade original de personagens da massa. Agora Nolan abriu caminho pra isso. E tomara que seja assim mesmo. Porque ficar vendo sempre as mesmas adaptações banais é um pé no saco.

    Que eu saiba os grandes estúdios tem medo de perder dinheiro, everton. Se fizerem um filme que mostra um pedaço de merda flutuando no tietê por duas horas, certamente haverá uma leva de filmes com variações acima do tema.
    Mas tomara que vc tenha razão, e que pelo menos nessa seara de filmes de super-heróis possammos ter filmes mais interessantes.

    By Blogger allegro non troppo, at 5:54 AM  

  • allegro.....


    Quer dizer que eu tenho que conhecer todas as idéias do Inácio antes de falar mal dessa critica dele? Preciso saber de todo o histórico dele?


    Agora me diga... por acaso o Inácio procurou antes saber algo sobre o Batman original das últimas décadas, algo sobre a proposta do Nolan pra esse Bamtan?
    Por essa critica dele, nota-se que ele foi liso ao cinema.

    Mas também acho que essa discussão já encheu.

    Críticos são quem torcedores de futebol. Torcedores tem seu time preferido. Falam maravilhas sobre o próprio time, mas nunca reconhecem a qualidade do time rival. E é isso que acontece com alguns criticos em relação a alguns diretores e estilos. Tem os seus preferidos e nunca assumem as qualidades de quem eles não vão com a cara. Puro recalque.

    E vamos falar sério, o Batman de Schumacher só ocorre de forma mais agradável rumo ao ridículo. Só se for isso.

    Antes eu também era assim como o Inácio. Não reconhecia a qualidade de quem eu não ia com a cara. Mas acho que todos nós precisamos corrijir essa falha, principalmente um critico.... para que não cometa mais o erro de escrevrer um texto tão raso assim.


    E eu próprio reconheço que o Joel Schumacher, apesar de ter feito algo ridículo com o Batman, ja fez outros bons filmes.

    O mesmo caso com o crítico daqui, eu, você.

    Sobre o Nolan, a maioria dos criticos acham ele um bom diretor. E eu concordo plenamente.

    Sobre um filme de super-herói ser sério, problemático ou um filme iraniano ser alegre ou vice-versa: Acho que não devemos limitar propostas a gêneros e estilos. O que importa no fim é o filme ser bom.

    By Anonymous Everton Dias, at 1:41 PM  

Post a Comment

<< Home