Canto do Inácio

Monday, May 04, 2009

"OS PÁSSAROS" EXPÕE IMPERFEIÇÃO HUMANA
INÁCIO ARAUJO


De todos os filmes de Alfred Hitchcock, "Os Pássaros" é possivelmente o mais original, já que a ideia de culpa -tão presente em seus filmes- é um tanto distante neste trabalho.

Talvez seja o caso de ver aqui, antes de mais nada, a proeza técnica como seu móvel principal, a saber: o desafio de promover a transformação de pacatas aves em entes aterrorizantes.

Tudo que vemos nos pássaros, desde as imagens franciscanas, é solidariedade, bondade, trato fácil com o humano. É tudo que as aves de Hitchcock passam a negar aos homens, ao contrário: tornam-se feras.

Retrospectivamente, é possível ver aí uma revolta da natureza contra o homem. Mas teria esse aspecto ecológico pertinência em 1963? Não importa muito, pois as grandes obras vão encontrando seu sentido conforme o tempo.

De todo modo, o mistério dos pássaros e sua revolta permanecem, duplicados pelas cenas de extremo sadismo a que é submetida a atriz principal, Tippi Hedren, como a nos lembrar que, na cabeça de Hitchcock, a beleza (feminina) não pode existir impunemente, pois afinal é o que nos inspira (a nós, homens) pensamentos impuros.

A imperfeição do homem e sua dificuldade de conviver com a beleza da perfeição (e da criação) podem muito bem ser um tema privilegiado de "Os Pássaros", essa obra-prima.

(texto publicado na Folha de S. Paulo do dia 03 de maio de 2009)

6 Comments:

  • Esse filme é coisa do Demônio.

    By Blogger Andre de Paula Eduardo, at 7:47 AM  

  • Lembrei filme do shyamallan, o fim dos tempos. O mote é quase tão improvável quanto dos pássaros, o resultado chega por vezes a irritar, mas não deixa de ser um filme admirável. Pena que o shy não seja o hitch para se equilibrar nas engrenagens da indústria.

    By Blogger allegro non troppo, at 7:48 AM  

  • Alegretto, creio que o Shy já vai trilhando um caminho menos preocupado com o cinemão. É parecido com "The Birds", mas ele e vale mais do mistério e do incognoscível: é um retorno na natureza contra o homem (ou pode ser visto assim), enquando Os pássaros é uma metáfora do irracional e incontrolável. Uma metaforização do mal, aparentemente incognoscível. Um elemento que ataca quando quer, mas pode nos vigiar e deixar em paz, como são os nossos medos, como é nossa consciência.

    Ou não, né!

    By Blogger Andre de Paula Eduardo, at 8:32 AM  

  • Há o princípio do Dr. House:Todo mundo mente.Descobri com o Inacio a Lei de Hitchcock:Todo mundo deve.

    By Blogger jose, at 1:35 PM  

  • Sugestões: Inácio falando de Nouvelle Vague, dos Rohmer e Godard antigos, ou de qualquer coisa do Truffaut. Abraços!

    By Blogger Andre de Paula Eduardo, at 5:54 AM  

  • Sugestões:Totalmente Selvagem do Demme;Truffaut/Bazin

    By Blogger jose, at 3:57 PM  

Post a Comment

<< Home