Canto do Inácio

Friday, December 21, 2007

FIM DE ANO
INÁCIO ARAUJO

Quero me desculpar com todos os amigos que entraram aqui para trocar idéias, para debater imagens e a quem não pude responder.

O tempo anda terrivelmente escasso, como vocês podem verificar pelo meu desaparecimento pós-Brasília.

Não é só o tempo, na verdade: Brasília me deixou um pouco traumatizado. Assim: não posso dizer nada, consigo dizer nada, não quero dizer nada. Só: o cinema está em perigo, com a graça de Deus "Cleópatra" acabou melhor filme.

Uma só coisa eu preciso dizer: o filme que ganhou o prêmio da Crítica é, metade pelo menos, um plágio escancarado (tão escancarado que mal posso crer que o rapaz não tenha se dado conta, de todo modo ultrapassa em muito os sete acordes consentidos) da "Fogueira das Vaidades" (como trama, claro; não como estilo - antes fosse), isso não é direito (nem fazer isso, nem muito menos atribuir a isso um prêmio desses).

Se eu não tiver mais tempo de aparecer, deixo para todos um Feliz Natal e um 2008 produtivo, agradável, inquieto e belo.

19 Comments:

  • Inácio,

    Por muitos anos acompanhei suas críticas, enquanto fui assinante da Folha. Este blog foi um alívio para mim. Boas festas procê também.

    By Anonymous Mario, at 7:46 AM  

  • Feliz natal e boas festas grande mestre da crítica cinematográfica no Brasil.

    By Blogger Daniel, at 9:38 AM  

  • Nossa Inácio! Vc viajou com os comentários do filme do menino lá. Acho que por ele ter falado que foi um ato conservador premiar o Bressane vc levou pro pessoal.Dsc ele. Como vc falou é só um rapaz. Te acho um mestre, mas a ver com Fogueira das Vaidades mt pouco mesmo ou quase nada.

    By Anonymous Rodrigo Veloso, at 12:36 PM  

  • Oi Inacio, aqui quem te escreve eh o Belmonte. Alguns amigos me ligaram para ler seu comentario aqui sobre meu filme em perigo e aproveito o espaco pra tentar manter um dialogo saudavel apesar da virulencia dos comentarios. Primeira coisa eh que queria agradecer aqueles que me chamam de rapaz ou menino. Aos 37 anos e um tanto acima do peso eh algo reconfortante de ouvir.
    Segunda coisa: te falo honestamente que nao vi nem li(nem vou ler ou ver) FOGUEIRA DAS VAIDADES. Nao sei do Bortolotto que escreveu comigo, ms nem vou perguntar.mesmo pq isso quem colocou fui eu baseado em fatos que vi na vida nao no cinema.Do mais,pelo que eu li e ouvi de pessoas sobre o filme citado posso eu o e o Borta manteremos as nossas horas de sono tranquilas.Em comum na trama apenas um atropelamento e fuga. Mas se isso for criterio pra plagio vao dizer que eu plagiei aquela musica do Skowa tb. Sei lah. Tenho mt medo de levar a serio esse tipo de coisa pois caso contrario creio que isso, junto com o livro O Segredo e o politicamente correto, decreta o fim da civilizacao iluminista e o comeco das trevas. No mais nao posso negar que uma critica negativa vinda de vc doi fundo. Mesmo pq vc sempre foi uma referencia pra mim desde que era um garoto de verdade. E te confesso que seus comentarios sobre estarmos virando uma nacao de linchadores foi um tanto inspirador pra Meu Mundo. Mas, sei lah, to desconfiado que aos quase 40 estou interpretando seus textos de forma equivocada. Que nem os concepcionistas interpretavam Krishnamurti.Fazer?Sim, sobre a frase minha dizendo que a decissao do juri foi um passo pro mesmo lugar...bem, se um dia quiser e tivermos tempo te explico o contexto da frase. Mas, achei a premiacao coerente.Nao me incomodou. Sai feliz pra caralho! Meus unicos senoes eh que o Carlao merceia melhor sorte e tb, ai te digo com forca, fiquei MT PUTO, de babar de raiva, da Rosanne nao ter ganho.Por fim, por acreditar que no cinema nacional temos mais semelhancas que diferencas, pra o bem e para o mal isso inclusive, queria tb desejar feliz ano novo e tudo de bom. Abs Belmonte

    By Anonymous Belmonte, at 3:55 PM  



  • veja o filme do DePalma sim!!

    vale a pena...

    By Blogger Eduardo Valente, at 4:57 PM  

  • Bom natal e um ano de 2008 cheio de boas imagens na telona!

    Carlos Lopes

    By Anonymous Anonymous, at 5:44 PM  

  • Fala Valente,
    Cara, apesar de gostar do De Palma (que por sinal eh um cara que as vezes ultrapassa em mt os sete acrodes e eh autoral) e sempre considerar seus comentarios (menos aqueles contra o Mengo e aqueles lah de Portugual) vou colocar na quarentena e evitar certas coisas que podem descambar pra neurose.Isso eh um problema meu, confesso Abs. PS: Vc filma esse ano de 2008,neh?Td de bom lah.

    By Anonymous Belmonte, at 1:53 AM  

  • Em nenhum momento, Meu Mundo em Perigo me sugeriu De Palma, que, para além de atropelamento como mediação dramática (tem também em outros filmes), tem como eixo as questões de NY. Não me parece que o filme de Belmonte siga nessa direção. Quanto a essa lembrança de um filme ser impecilho para o prêmio da crítica, convenhamos, não é uma argumentação que se sustente né, porque se não Chega de Saudade não poderia ser premiado por que lembra o Scola. E aliás, questionamento por questionamento, sem questionar Bressane, não vejo o prêmio da crítica como prêmio menos questionável que outros. Não falo em nome do prêmio, nem como quem mandou os votos por escrito, mas como discordância da colocação

    By Blogger Identidade, at 4:06 AM  

  • o identidade ai acima foi mais um de meus erros com as máquinas.

    cada vez mais fã de Tati

    By Anonymous cleber eduardo, at 4:09 AM  

  • PODE CRÊ! A DIRETORA E O ROTEIRISTA DO CHEGA DE SAUDADE FALARAM QUE CRONOMETRARAM A ENTRADA E SAÍDA DE CADA PERSONAGEM DO FILME DO SCOLLA PRA REPETIR NO FILME DELES. E AINDA GANHAM PRÊMIO POR ISSO! DEVE SER POR QUE ELES ELOGIAM A TERCEIRA IDADE...HEHEHEHE...O FESTIVAL DE BRASÍLIA ESSE ANO FOI O FESTIVAL DA TERCEIRA IDADE.

    By Anonymous Anonymous, at 1:03 PM  

  • O que é sete acordes?

    Rafael

    By Anonymous Anonymous, at 5:19 PM  

  • Vocês deviam reler o texto. Entre vírgulas, onde tá escrito "metade pelo menos".

    By Anonymous Anonymous, at 6:53 AM  

  • Me desculpe os De Palmianos (eu gosto muito do cara, mas não a ponto de defender este filme), mas democraticamente falando, considero "Fogueira" ruim como adaptação, ruim para quem não leu o livro, ruim no contexto da obra de De Palma (perde feio para as colagens pop godardnianas à lá "Hi, Mom", etc, como crítica social), e sua revalorização me parece apenas um exagerado exercício de revisionismo.

    Vou além: vi aquele "Desejo e Reparação" com amigos, e eles depois da sessão, e também pelo menos em uma crítica (acho que na "Folha", mas não de Inácio), desceram a lenha no fetichismo e na exuberância forçada do plano-sequência "antológico" da praia (concordo, mas gosto do filme). Pois a abertura do "Fogueira" é isso, multiplicada por dez.

    Marcos Anton Nogelli

    By Anonymous Anonymous, at 8:25 AM  

  • Não vi "Meu Mundo em Perigo", cheguei ao festival apenas na sexta-feira. Mas a experiência de estar lá também me deixou com medo, porque eu nunca tinha visto/ouvido tantos preconceitos em relação ao cinema na minha vida. Até parece coisa de briga de torcida organizada. De resto, muita bobagem dita e filmada (e premiada, no caso da Mostra em 16mm). Pouquíssima ousadia.

    By Blogger Marcelo V., at 1:38 PM  

  • Fogueira das Vaidades eu (re)vi há alguns anos já, que eu me lembre não é tão ruim quanto dão crédito. O plano sequência inicial eu acho espetacular.A narrativa lembra muito os filmes típicos do de palma, mas a diferença é que nesse filme ela é construída mais pelos diálogos do que pelas imagens, o que de certa maneira já acontecia no Pecados de Guerra, que pelo que me recordo é dos grandes. Talvez o casting do Fogueira é que tenha sido equívocado...
    Agora, de palma sabe muito bem o que é ser críticado, inclusive por plágio e pelo Fogueira, e esta aí firme e forte, o que prova que, sem querer ser cafona( e já sendo), o tempo dá a devida dimensão pras coisas.

    By Anonymous david, at 12:00 PM  

  • marcos anton

    não vi o tal Reparation ainda, mas sobre o De Palma, vale dizer que maneirismo é um termo que na obra dele se aplica não como método, mas como questão. a imagem é um problema o tempo todo. por isso, toda e qualquer extravagância simplesmente se adequa precisamente com o seu entorno.

    esquisito é quando um plano "dó de peito" destes entra em um filme que até então não colocava em questão a imagem como tal.

    By Blogger Eduardo Valente, at 7:24 PM  

  • Concordo que em De Palma, maneirismo não é método, expediente, mas fundamento, conceito. Mas me incomodam momentos em que empregando esse expediente, de forma que a naturalização dele dentro do corpo da obra do diretor, de pertencerem tão intrisicamente ao que ele é, expressa, procuram digamos, desculpar esse abuso. O começo de "Fogueira" nesse sentido, me parece tão forçoso e inócuo, como o plano lá do "Desejo".

    Marcos Nogelli

    By Anonymous Anonymous, at 8:30 AM  

  • Ótimo! Mais crises de cinema!

    By Blogger Samuel Estevão, at 7:43 AM  

  • Ainda sobre plágio, para esquentar um pouco mais o debate:
    " Não pegue emprestado, roube descaradamente"
    Almodóvar
    " Se você vai roubar, então roube do melhor"
    Woody Allen

    By Anonymous erico rassi, at 6:14 PM  

Post a Comment

<< Home