Canto do Inácio

Wednesday, September 10, 2008

VÉBIS
INÁCIO ARAUJO

Apesar do atraso, queria falar um pouco do meu entusiasmo pelo filme do Vébis que passou no Cinesesc.

Não é um filme sem erros. Ex.: aquela lambreta ótima só entra no fim. Problema de produção?

Mas isso é pouco. Assim como quando vi um filme do Duda Valente pela primeira vez, deu uma satisfação imensa. Você olha e vê que o cara sabe o faz, sabe onde quer chegar.

O Carlão chamou muito bem a atenção para os “fade outs” à la Jim Jarmusch. Mas eu, francamente, achei melhores que os do Jim.

Gostei da maneira como trabalha o Milhem, a fotogenia dele sobretudo .É a primeira vez que o rosto dele está bem explorado. E o Supla também ficou ótimo.

Me deu vontade de ver as ações mais desenvolvidas. Tinha fôlego para isso. Mas como está, me pareceu ótimo. Vale dez vezes aqueles Palíndromos que, talvez eu seja burro, mas não são nada, não querem dizer nada, portanto ganham um monte de prêmios.

19 Comments:

  • Prezado Inácio

    A lambreta na verdade se usou pouco porque no final não é o Milhen Passando mal....sou eu...o Milhem esteve pouco tempo (2 finais de semana) e tem alguns planos que ele nao aparece que era eu ou um amigo como duble de corpo (roupa)!

    O maior problema de produção é que no primeiro dia de Gravação, o ator Diosinio neto desistiu e abandonou o filme e eu, consolado pela Djin que seria a atriz, gravei o show da banda do mesmo jeito. O projeto parou. Aí o ator era pra ser o Joao Miguel que não pode e por fim o Milhem. A Djin que teve que começar a peça com o marido André, foi substituida pela Vanessa Prieto...ai gravamos depois o Balcão que era em outro lugar me obrigando fazer uma luz no balcão da mesma cor d show que já estava gravado ha alguns meses.

    Foi um parto fazer o filme pois foi feito com pouquissima grana (5 mil reais)! Sofri bastante, mas no final valeu a pena.

    Agradeço ter ido ver...A tua cópia eu envio pelo teu aluno Wilton, ok?

    By Anonymous vebis Jr, at 9:26 PM  

  • Caro Inácio, como montador do "Nas Duas Almas", mas principalmente como amigo do Vebis, fico muito feliz e honrado com a sua aprovação _sei que significa muito para ele. Este vídeo retrata um universo muito querido do Vebis, com conflitos que lhe dizem muito repeito, e tenho sentido muita falta disso na imensa maioria dos curtas aos quais assisto nos festivais: raramente eu vejo os jovens realizadores empenhados em expressar suas visões de mundo; muitos têm preferido seguir os padrões e ganhar um dinheirinho _e ganham, porque os júris não admitem ousadia, rebeldia e novidade. Também prefiro um filme "imperfeito" como este do que os projetos feitos sob medida para agradar e perpetuar o stablishment. Grande abraço do ex-colega de Ilustrada, Marcelo Valletta.

    By Blogger Marcelo V., at 5:21 PM  

  • Eduardo Valente é um diretor competente, porém não vai muito além disso. Como crítico é fraco (escreve de modo um tanto desastrado, assim como estrutura suas idéias), mas parece sincero: manter seu nome às custas da Palma de Ouro que levou por um sol alaranjado, o que não é nenhum mal frente a falta de incentivos ao cinema nacional. O que mais gostei de fato de seu trabalho foi a direção do show dos Los Hermanos.

    Abraço

    By Anonymous Rodrigo, at 9:13 AM  

  • Sol Alaranjado gostei, mas Castanho não entendi mesmo gostando de algumas partes.

    By Anonymous Hermes, at 1:44 PM  

  • Papito rules!

    By Anonymous Cesar, at 1:54 PM  

  • Poxa Rodrigo Jura?

    Se eu chagasse a 5% do que Sol Alaranjado representa pra mim, dormiria feliz da vida....e não digo isso mediante a premiação cannes.
    Mas pelo filme mesmo!

    E nossa! Acho o Valente um dos criticos mais compatentissimo! Nunca o encarei desta forma!

    Aproveit para perguntar, quais criticos te chamam atenção então desta nova safra.

    By Anonymous vebis Jr, at 2:24 PM  

  • to com o inácio, não vejo nada nesses Palíndromos também.

    leo

    By Blogger leo, at 9:35 PM  

  • Nova safra do Brasil, Vebis?

    Sergio Alpendre
    Luiz Soares Junior
    Paulo Santos Lima
    Ruy Gardnier
    Filipe Furtado
    Leonardo Luiz Ferreira
    entre outros

    By Anonymous Rodrigo, at 8:13 AM  

  • ué nem citaram o Kleber Mendonça, que pra mim bate fácil o Eduardo tbm como cineasta

    By Anonymous Hugo Sarmento, at 8:31 AM  

  • Luiz Soares Júnior, Francis Vogner e principalmente Bruno Andrade.

    Filipe Furtado?
    Esses leitores desatentos...

    By Anonymous Rodrigo Cavalo, at 11:05 AM  

  • Luiz Soares Júnior é o melhor crítico deste país, disparado.

    By Anonymous Anonymous, at 9:43 PM  

  • Vão lavar uma trouxa de roupa, bando de vagabundos!
    Queria ver neguinho pegando no pesado, por isso dispenso todos esses intelectuais de bosta.
    Esses arrombados!

    By Anonymous Anonymous, at 10:27 PM  

  • Sr Anymous

    Posso ter tido problemas com meu antigo Sócio, Claudio Oliveira, mas uma coisa é fato: Cinema é carregar caixa pesada e nao piteira na mão....o que vai ao encontro do que tu escreveu d lance de pegar no pesado.

    Bruno Andrade é insano....comecei trabalhando na edição do filme dele e nao conclui deixando para Allan peterson, irmao do Francis.
    De todos que foram citados, infelismente apenas o Luis Soares que nao li....pra qual veiculo ele escreve?

    Kleber mendonça além de critico, é otimo cineasta, conforme foi dito aqui pelo Hugo....sou fanzasso do trabalho dele!

    By Anonymous vebis Jr, at 10:54 PM  

  • Completando: O curta do Bruno: "Locadora do barulho" que virou "Ato falho" foi um dos melhores curtas que vi desde o processo embrionário.
    Mas deve ser outro curta que uma maioria de gente e de festival não compreenderia como os meus!

    Queria muito ser rico pra poder fazer uma espécie de "Warriors" d Walter Hill, só que pra meu universo, usando gangues do ABC!

    By Anonymous vebis Jr, at 10:58 PM  

  • Vebis, o Luiz Soares Júnior escreve para a Cinética e mantém este ótimo blog: http://www.cinemacomcana.blogspot.com/

    By Anonymous Marcos, at 8:46 AM  

  • De fato, um sujeito que escreve aquele texto para A Idade da Terra só pode estar muito, muito acima da média. Bem como, também, o mestre Francis com aquele texto para Contos da Lua Vaga (melhor texto que li dos novos críticos) e o cachorro doido do Bruno Andrade, que consegue ser mais relevante do que 90% doque se escreve por aqui com um simples comentário de 3,4 linhas.

    E por falar no elemento de alta periculosidade, devo dizer que o curta do maldito além de ter sido um dos melhores curtas que já vi (Vebis está mais do que certo), com certeza foi a direção de atores mais empolgante dos últimos anos realizada por aqui.

    Como o assunto é nova safra, por que não citarmos um irmão lusitano? Pois bem, quem tiver ouvidos que ouça: - Procurar já pelo José Oliveira. Ponto final.

    PS.: Alguém poderia me dizer se o Curta do Marcello Valletta (A Volta do Regresso) já tá disponível para download em algum lugar?

    Au au para todos.

    By Anonymous Felipe Mamãe, at 9:10 AM  

  • É aquele com o Mossy?

    By Anonymous Anonymous, at 1:41 PM  

  • Acho que ainda não tá, vi algo no blog

    By Anonymous Anonymous, at 1:44 PM  

  • Felipe, vou colocar o DVD de "A Volta do Regresso" (que é com Carlo Mossy _ele deve estar na semana que vem no Programa do Jô_, além de Ênio Gonçalves, Gustavo Engracia e Kate Hansen) para download no Karagarga, assim que eu tiver feito os 3Gb de upload que eles exigem _o que deve demorar algum tempo, infelizmente.

    Enquanto isso, ele ainda pode aparecer em alguns festivais (passou em Santos na quarta-feira) e em alguns canais de TV (a TV Câmara já me pediu o filme, quando for confirmado, divulgo).

    Mas eu sou o primeiro a recomendar que não joguem suas expectativas lá para o alto; apesar de eu gostar bastante do elenco, do roteiro e da trilha sonora, acho que o filme deixa a desejar nos outros aspectos _por todos aqueles problemas bastante comuns aos filmes amadores.

    Eu queria muito ver o "Ato Falho", deve ser ótimo.

    By Blogger Marcelo V., at 12:39 PM  

Post a Comment

<< Home